iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/09 - 11:27

Preocupada, Fifa aumenta rigor em testes cardíacos
O programa compulsório para jogadores de futebol de ambos os sexos será estendido e ainda mais rigoroso

Gazeta Esportiva

GENEBRA (Suíça) - A morte de quatro jogadores por problemas cardíacos não diagnosticados somente na última temporada levou a alta cúpula da Fifa a tomar uma decisão.

Em reunião realizada na sede da entidade no início da semana, ficou resolvido que o programa compulsório de testes cardíacos para jogadores de futebol de ambos os sexos, utilizado pela primeira vez na Copa do Mundo da Alemanha, em 2006, será estendido e ainda mais rigoroso.

'É uma recomendação a todo o mundo do futebol. Para todos os médicos que lidam com jogadores profissionais', afirmou o chefe do departamento medico da Fifa, Jiri Dvorak, revelando que todas as competições que contam com a chancela da entidade terão exames mais detalhados.

A atitude almeja oferecer alguma proteção aos atletas após mortes ocorridas em clubes da Inglaterra, Escócia, Israel e Espanha. Houve ainda problemas na França, um deles envolvendo o ex-capitão da seleção local Lilian Thuram.

A decisão da entidade causou boa impressão no meio médico. 'Estou muito feliz com esse programa da Fifa. O problema desses casos de esportistas é que eles morrem na televisão quando, na verdade, deveriam ser exemplos a ser seguidos. Exemplo de pessoas que cuidam da saúde', afirmou Erik Meijboom, porta-voz da Federação Mundial do Coração.


Leia mais sobre: Fifa Lilian Thuram Federação Mundial do Coração



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar