iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/09 - 18:59

Fabrício Carvalho se apóia em Washington para reencontrar gols

Atacante também teve problemas cardíacos que lhe afastaram do futebol

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Último reforço da Portuguesa para o Brasileiro, Fabrício Carvalho desembarca no Canindé não só com a esperança de ajudar a tirar a equipe da zona de rebaixamento. Com arritmia detectada no coração há três anos, o jogador quer provar que a doença está superada.

E usa outro atacante que enfrentou problemas cardíacos como exemplo: Washington, artilheiro do Fluminense.

“O Washington para mim é um exemplo. Quando tive meu problema, fui procurar saber o que ele teve e até me surpreendi porque era muito mais grave que o meu. Mas ele superou e voltou muito bem. Agora é a minha vez”, define Fabrício.

O novo lusitano relembra que o goleador do Fluminense teve de passar por cirurgia de cateterismo em 2003 e, cinco anos depois, consolida-se aos 33 anos como artilheiro da equipe no Nacional com 14 gols. Também na faixa da degola, Fabrício também quer ver seus tentos provarem que seu problema já não faz parte do cotidiano.

“O meu problema já está superado. Nunca diagnosticaram nada e já estou liberado, tenho total segurança para entrar em campo. Mas sei que esta pergunta sempre vai acontecer”, conforma-se.

Motivado, o atacante recebe no Canindé sua segunda chance após a arritmia ter aparecido quando defendia o São Caetano. Por ordem médica, o jogador teve de ficar mais de um ano parado. Em 2007, recebeu a oportunidade do Goiás e, mesmo dispensado pelo técnico Hélio dos Anjos, é só elogios ao clube do Centro-Oeste.

“Sou eternamente grato ao Goiás. Até entendo o receio dos clubes em me contratar por causa do meu problema, mas o Goiás me estendeu a mão quando eu precisava”, enaltece. “Mas agora a Portuguesa abriu as portas para mim e quero retribuir”, conclui o atacante, emprestado pelos esmeraldinos até dezembro.


Leia mais sobre: Portuguesa Fabrício Carvalho



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar