iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/09 - 23:54, atualizada às 10:02 25/09

Corinthians vence o Bragantino e dispara rumo à Série A
O time abriu 16 pontos de vantagem (61 a 45) em relação ao quinto colocado da Série B, o Barueri

Redação iG Esporte com agências

Acordo Ortográfico

SÃO PAULO - Por mais que os jogadores do Corinthians se esforcem, já é inevitável o cálculo para o retorno do clube à Primeira Divisão. O time de Mano Menezes venceu o Bragantino por 2 a 0 (gols de Dentinho e André Santos) na fria noite desta quarta-feira, no Pacaembu, e chegou aos 61 pontos, 16 a mais que o quinto colocado da Série B, o Barueri, e 13 a frente (61 a 48) do vice-líder Vila Nova. Assista aos gols no player ao lado >>

Restando 11 rodadas para o término da Série B, e com mais 33 pontos em jogo, o Corinthians precisa somar mais 18 para chegar aos 79 e, matematicamente, garantir vaga na elite do Brasileirão. Ou seja, com mais seis vitórias a equipe estará de volta à Série A. Isso porque o Barueri, 5º colocado, poderá chegar aos 78 pontos caso vença todas suas partidas. Mas é claro que uma combinação de resultados nas próximas rodadas pode antecipar a classificação alvinegra.

Se o time se basear na Série B do ano passado, já pode comemorar. O Vitória foi o último a garantir classificação para a série A, com 59 pontos. Já o Bragantino tentará postergar a festa do líder, já que divide a quinta posição com o Barueri. No sábado, fará confronto direto com o adversário em casa. O Timão jogará com o São Caetano em Campinas.

O jogo – O Bragantino aproveitou a partida televisionada, em dia e horário de Série A, para exibir seu inusitado uniforme laranja para o país. Na estratégia, nenhuma inovação. Como no Campeonato Paulista e no primeiro turno da Segunda Divisão, a equipe do interior paulista chamava a atenção pela marcação aplicada e o excesso de faltas.

De camisas brancas e shorts pretos, o Corinthians também foi tradicional taticamente. O objetivo era furar o bloqueio do adversário com a velocidade de Morais e Dentinho, a criatividade de Douglas e o oportunismo de Herrera. Faltava ao time de Mano Menezes, entretanto, aproveitar melhor as jogadas de bola parada. André Santos e Chicão não estavam inspirados no fundamento.

Quando o Bragantino finalmente se mostrou ofensivo, sofreu o gol. O Corinthians recuperou a bola após cobrança de escanteio e partiu em velocidade, aos 23 minutos. Douglas chutou mascado e, na sobra, Dentinho ficou livre dentro da área para abrir o placar. Não perdoou. Voltou a marcar após muito tempo machucado, concluindo na saída do goleiro Gilvan.

O gol não foi suficiente para tirar o Bragantino do campo de defesa. O máximo que o time dirigido por Marcelo Veiga se permitiu fazer foi concluiu algumas jogadas de longa distância. O Corinthians também diminuiu o ritmo. Nas arquibancadas do Pacaembu, porém, os torcedores aproveitaram para combater o frio com entusiasmo e cantoria.

Veiga tentou fazer com que os jogadores do Corinthians não se entusiasmassem. Pediu para que a sua equipe fosse menos cautelosa (à medida do possível) e trocou César Gaúcho por Ânderson Lima. Em sete minutos, contudo, o time da casa marcou o segundo gol. No momento em que a torcida ensaiava nova música, André Santos conseguiu engrossar o coro ao estufar as redes com belo chute de longe.

Restava ao Bragantino abdicar de vez do jogo defensivo. Com Somália no lugar de Malaquias, os visitantes passaram a dar mais trabalho ao estreante Cristian, único volante de origem do Corinthians em campo. Sem correr tantos riscos mesmo com a mudança de postura do adversário, Mano Menezes poupou Dentinho e mandou Lulinha a campo.

O domínio do Corinthians era tamanho que até o sempre criticado prata da casa acabou aplaudido quando fez uma e outra jogadas de efeito. Outros torcedores ameaçaram criticar ao ver a equipe diminuir o ritmo, mas acabaram encobertos pelos gritos de guerra da maioria. Foram os mesmos que, afugentados pelo frio, não assistiram ao final da partida – a primeira que o Bragantino perdeu após seis vitórias consecutivas.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 X 0 BRAGANTINO
(Veja como foi lance a lance)

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 24 de setembro de 2008, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Álvaro Azeredo Quelhas (MG)
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Júnior e Claudson Lincoln Beggiato (ambos de SP)
Público: 13.442 pagantes (total de 14.007)
Renda: R$ 219.979,00
Cartões amarelos: Douglas (Corinthians); Gustavo (Bragantino)
Gols: CORINTHIANS: Dentinho, aos 23 minutos do primeiro tempo; André Santos, aos 7 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, William, Chicão e André Santos; Cristian, Elias, Douglas (Diogo Rincón) e Morais (Eduardo Ramos); Dentinho (Lulinha) e Herrera
Técnico: Mano Menezes

BRAGANTINO: Gilvan; César Gaúcho (Ânderson Lima), Gustavo e Adriano; Nego, Moradei, Marcelo Silva, Malaquias (Somália) e Pará; Davi (Danilo Santos) e Nunes
Técnico: Marcelo Veiga

*Com Gazeta Esportiva


Leia mais sobre: Série B Corinthians Bragantino



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar