iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/09 - 10:21

Contra Corinthians, Braga confia no gramado para manter ascensão

A cobertura do campo do estádio Marcelo Stéfani, em Bragança Paulista recebeu exatamente o mesmo tipo de grama que é utilizado no estádio municipal de São Paulo

Gazeta Esportiva

BRAGANÇA PAULISTA - Se o Bragantino perder para o Corinthians nesta quarta-feira, em jogo no Pacaembu pela 27ª rodada da Série B, não poderá colocar a culpa no gramado. Isso porque a cobertura do campo do estádio Marcelo Stéfani, em Bragança Paulista, passou por ampla reforma no primeiro semestre, e recebeu exatamente o mesmo tipo de grama que é utilizado no estádio municipal de São Paulo.

A empresa responsável pelo gramado do Bragantino é a mesma responsável ainda por cuidar do assunto em outros estádios, como Palestra Itália, Anacleto Campanella, Vila Belmiro, Arena Barueri, Bruno José Daniel e Fonte Luminosa, em Araraquara. Segundo Roberto Gomide, presidente da empresa, o gerenciamento da grama do Marcelo Stéfani pode ter até mesmo contribuído para a evolução do Braga na Série B.

E se o gramado do Pacaembu for mesmo idêntico ao do estádio de Bragança, o Corinthians que se cuide. “Não há dúvida que, para equipes mais técnicas, o gramado é um diferencial. O gramado bem cuidado, com a manutenção feita corretamente, além de melhorar o espetáculo, diminui o risco de contusões para os atletas”, explica Gomide.

O Bragantino não atuou no Marcelo Stéfani – que passava pelas reformas – nas nove primeiras rodadas da Série B. Em nove rodadas, o time de Marcelo Veiga conquistou duas vitórias e três empates, sofrendo quatro derrotas. Em ‘casa’, mandando as partidas para Santa Bárbara d’Oeste e Ribeirão Preto, a equipe fez quatro jogos, vencendo dois e empatando um – justamente o 1 a 1 contra o Corinthians, no Estádio Santa Cruz.

Quando voltou a jogar em Bragança Paulista, na décima rodada, o Braga deixou a 18ª colocação e iniciou uma escalada na classificação. Em seus 17 últimos compromissos, foram 11 vitórias (seis nas últimas seis rodadas), três empates e três derrotas. Em seus domínios, foram sete vitórias e um empate em nove jogos – aproveitamento de 81,48% dos pontos em sua cidade. Hoje, o campeão paulista de 1990 já ocupa o quinto lugar da tabela.

E mesmo que o bom momento do Braga não possa ser creditado apenas ao gramado, o responsável pela grama garante que o Marcelo Stéfani não fica devendo ao Pacaembu. “Seguimos a risca os padrões internacionais exigidos, e aplicamos nos estádios onde projetamos a reforma. Em pouco tempo, o Marcelo Stéfani deixou de ser um gramado criticado para receber elogios de treinadores e atletas”, explica Roberto Gomide.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar