iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

22/09 - 11:21

Técnico do Santos evita críticas e pede união do grupo

O técnico Márcio Fernandes mediu as palavras para não apontar os culpados pelo fraco futebol diante do Goiás

Agência Estado

SANTOS - O técnico Márcio Fernandes mediu as palavras para não apontar os culpados pelo fraco futebol do Santos no Serra Dourada, sábado, na goleada por 4 a 1 diante do Goiás.

Apesar de a defesa ter se desestruturado com a ausência de Domingos e o ataque não funcionado em razão da fraca atuação de Kleber Pereira, ele preferiu não citar culpados, apesar de reconhecer que o estrago foi grande.

"Vamos juntar os cacos e unir o time outra vez para repetir nos próximos dois jogos, na Vila Belmiro, o bom desempenho das partidas anteriores", prometeu o treinador.

A maior preocupação do técnico é não permitir que com a segunda goleada sofrida diante do Goiás volte a instabilidade emocional dos jogadores, que fez com o clube ficasse na zona de rebaixamento durante 19 rodadas.

"Nosso trabalho será para que a equipe levante a cabeça e reaja. Temos um grupo unido, forte, consciente do seu poderio e não vamos permitir que um tropeço por um mau início jogo estrague tudo", afirmou Márcio.

Para o técnico, esse não foi o primeiro apagão do Santos sob seu comando. "Em outras partidas passamos por situação semelhante, mas logo em seguida saiu o gol e o problema foi encoberto. No sábado tivemos a infelicidade de o Goiás aproveitar todas as chances de gols no primeiro tempo, mas na etapa final o Santos já foi outro, tanto que o resultado foi 1 a 1", argumentou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias