iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

20/09 - 17:57

Em contagem regressiva para o acesso, Corinthians vence a Ponte

Morais marcou a primeiro gol com a camisa do Corinthians em grande partida do atacante argentino Herrera

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Na primeira vez que o Corinthians jogou com seu quarteto ofensivo, formado por Douglas, Morais, Dentinho (que voltou de contusão) e Herrera, neste sábado, no Pacaembu, um zagueiro abriu o caminho da vitória do time de Mano Menezes. Chicão fez o primeiro gol sobre a Ponte Preta, que teve Gum expulso no segundo tempo. Morais e Douglas fecharam o placar: 3 a 0. Veja os gols no player ao lado>>>

Com a sua 17ª vitória na Série B, o Corinthians alcançou 58 pontos na liderança isolada. A Ponte Preta ficou mais distante da zona de acesso, ainda com 40. Na terça-feira, a equipe de Campinas tentará a reabilitação contra o Santo André, fora de casa. A da capital enfrentará o Bragantino na quarta-feira, outra vez no Pacaembu.

O jogo
O Corinthians entrou em campo vestido todo de branco, sem seus tradicionais shorts pretos. Nos primeiros cinco minutos, a defesa da equipe de Mano Menezes não encontrou a paz inspirada pelo uniforme. A Ponte Preta foi ousada, com seguidos escanteios cobrados por Renato.

Não demorou, entretanto, para o Corinthians passar a controlar a partida. A estratégia ofensiva baseava-se nas jogadas aéreas, quase sempre originadas pelo lateral-esquerdo André Santos. Herrera foi o primeiro a levantar a torcida com uma cabeçada. Na seqüência, Morais fez o mesmo. Acertou o travessão.

Quando André Santos preferiu fazer um cruzamento rasteiro e pela direita, a bola entrou. Dentinho e Herrera tentaram chutá-la para as redes, mas acabaram obstruídos pela marcação. Coube a um zagueiro marcar o gol. Chicão finalizou na pequena área, abriu o placar e ouviu seu nome ser gritado pelos torcedores.

O Corinthians parou depois que conseguiu a vantagem. Apesar de não ser muito ameaçado pela Ponte Preta, que há mais de meia hora já perdera o entusiasmo do início do jogo, o ritmo do time da casa também diminuiu. Até a torcida passou a cantar mais baixo. Guardou a voz para protestar contra o ex-presidente Alberto Dualib no intervalo.

Mano Menezes, porém, não estava satisfeito com o sistema defensivo do Corinthians. Resolveu trocar Carlos Alberto por Bruno Octávio, que não jogava havia seis meses, desde que contundiu gravemente o joelho direito. A Ponte Preta não fez alterações e começou o segundo tempo com ímpeto. Mas exagerou no ânimo.

Logo aos dois minutos, o zagueiro Gum cometeu uma falta dura sobre Herrera. No momento em que percebeu o árbitro Wagner Tardelli Azevedo caminhar em sua direção, revoltou-se. Acabou expulso, para festa dos torcedores do Corinthians. O jogador deixou o campo sob vaias e gritos de “timinho”.

A Ponte Preta, então, tornou-se alvo fácil para o veloz ataque do Corinthians. André Santos e Elias se juntaram ao quarteto ofensivo composto por Douglas, Morais, Dentinho e Herrera. O técnico Paulo Bonamigo recuou o volante Jairo para a zaga e, como não foi suficiente para seu time melhorar, substituiu William por Luciano Sorriso.

Assim que a Ponte Preta (já com Neto Baiano no lugar de Luís Ricardo) voltou a atacar com mais intensidade, Mano Menezes sacou Dentinho para a entrada do lateral-esquerdo Wellington Saci. Empurrado por seus torcedores mesmo quando a chuva apertou, o Corinthians conseguiu construir o placar elástico no final do jogo.

Aos 44, Herrera partiu em velocidade, invadiu a área e chutou na saída de Aranha. Morais completou para as redes, seu primeiro gol pelo Corinthians. A torcida já estava em festa, satisfeita pelo resultado, quando Douglas aproveitou outra jogada bem trabalhada para fechar o placar: 3 a 0.

Leia Mais:

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3 X 0 PONTE PRETA  (Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 20 de setembro de 2008, sábado
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo (Fifa-SC)
Assistentes: Celso Barbosa de Oliveira e Rogério Gomes da Silva (ambos de SP)
Público: 21.909 pagantes (total de 23.814)
Renda: R$ 378.230,00
Cartão vermelho: Gum (Ponte Preta)
Gols: CORINTHIANS: Chicão, aos 22 minutos do primeiro tempo; Morais, aos 44, e Douglas, aos 46 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Chicão, William e André Santos; Carlos Alberto (Bruno Octávio), Elias, Douglas e Morais (Careca); Dentinho (Wellington Saci) e Herrera
Técnico: Mano Menezes

PONTE PRETA: Aranha; Raulen, Gum, Marinho e Vicente; Ricardo Conceição, Jairo, Renato e William (Luciano Sorriso); Leandrinho (Danilo Neco) e Luís Ricardo (Neto Baiano)
Técnico: Paulo Bonamigo


Leia mais sobre: Corinthians Ponte Preta Série B

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias