iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/09 - 19:37

Roque Júnior: “Se não tivesse motivação, já teria parado”

Nos últimos anos, zagueiro não conseguiu jogar o futebol que lhe deu destaque mundial e andou um pouco sumido

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O zagueiro Roque Júnior foi apresentado oficialmente nesta quinta-feira como o novo reforço do Palmeiras para os últimos meses de 2008 e procurou deixar claro: ainda pode jogar futebol em alto nível. A contratação do atleta, oficializada no início desta semana, foi vista com desconfiança principalmente por parte da imprensa.

”Motivação eu tenho, caso o contrário eu não teria vindo, a responsabilidade é grande, envolve o clube, os atletas e eu também. Não viria se não quisesse jogar. Estaria parado. Tenho mais para mostrar”, bradou o novo camisa 33, após o treino desta quinta-feira na Academia de Futebol.

O grande questionamento sobre Roque Júnior é em relação a sua condição física, tanto que o Verdão vai pagar parte dos salários do atleta por produtividade, em um contrato de apenas quatro meses. Entre julho de 2006 e outubro de 2007, o jogador ficou parado por causa de uma cirurgia no Tendão de Aquiles. Mas o defensor alviverde garante que está totalmente recuperado. Agora, necessita recuperar o ritmo de jogo, pois está sem jogar desde o mês de maio.

“As pessoas precisam ter um pouco mais de informação. Fiquei na Alemanha até janeiro e depois estive no Catar com o Paulo Autuori. Pode ser desinformação sobre a minha carreira, mas é normal. Estou me sentindo bem e quero jogar. Não me vejo como contratação de risco, mas sim um reforço emergencial, já que o time estava precisando”, reforçou.

Aos 32 anos, Roque Júnior acredita que evoluiu nos oito anos em que ficou fora do Palmeiras. Por isso, está convicto de que pode contribuir com o clube na reta final do Campeonato Brasileiro. “Eu me sinto melhor pela experiência, jogar na Itália, na Inglaterra, na Alemanha, eu aprendi muita coisa. Estou muito melhor”, assegurou.

Em sua primeira entrevista, Roque Júnior citou várias vezes a palavra identificação ao falar sobre o retorno ao clube que o projetou. “A minha carreira não começou aqui, mas foi aqui que surgi com mais força. Foram cinco anos maravilhosos, com cinco títulos. Nestes oitos anos que se passaram, o Centro de Treinamento mudou, mas o sentimento é o mesmo”, explicou.

Só que um detalhe curioso marcou a apresentação de Roque Júnior na Academia de Futebol: ele preferiu não vestir a camisa do Palmeiras nesta quinta-feira. O jogador posou para as fotos apenas mostrando o uniforme do Verdão, mesmo com o pedido dos fotógrafos. 'Não estou acostumado a vestir a camisa na apresentação, em outros clubes não foi necessário. O importante é vestir no jogo', finalizou.


Leia mais sobre: Palmeiras campeonato brasileiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

DE VOLTA PARA CASA
Roque Júnior espera reencontrar o futebol no clube que lhe deu projeção internacional

Topo
[x] fechar