iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

18/09 - 10:36

Marcelo nega que Real tenha "puxado freio de mão" contra Bate Borisov

Jogador achou normal as vaias da torcida madrilenha ao final da partida, pois torcida quer espetáculo do time

EFE

MADRID (Espanha) - O lateral-esquerdo brasileiro Marcelo, do Real Madrid, negou que a equipe espanhola tenha se poupado e "puxado o freio de mão" na vitória de 2 a 0 da última quarta sobre o Bate Borisov, de Belarus, pela primeira rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

"Não puxamos o freio de mão. Começamos muito bem e queríamos continuar como tínhamos iniciado. Porém, às vezes as coisas não saem. É preciso ter paciência", declarou o lateral brasileiro, que jogou os 90 minutos na partida.

Sobre as vaias da torcida madrilenha ao final do jogo, Marcelo respondeu: "É normal, pois em uma equipe grande como o Real Madrid a torcida quer espetáculo".

No entanto, o brasileiro, que conquistou a medalha de bronze com a seleção nos Jogos Olímpicos de 2008, em Pequim, afirmou: "É importante ter vencido o primeiro jogo da Liga dos Campeões. Não há melhor motivação do que esta".

Assim, o ex-jogador do Fluminense contradiz o técnico do Real, o alemão Bernd Schuster, que em entrevista coletiva logo após a partida disse que os jogadores "puxaram o freio de mão" e que isto não tinha sido ordem sua.

"Quando estamos em campo queremos ganhar, fazer muitos gols e dar espetáculo sempre", enfatizou.

Os gols da vitória do Real Madrid foram marcados pelo lateral-direito Sérgio Ramos e pelo atacante holandês Ruud Van Nistelrooy.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar