iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

17/09 - 16:41

Rincón aposta em sucesso do fã Elias e motiva “xará”
Freddy Rincón ficou satisfeito ao saber que serve de exemplo para Elias

Gazeta Esportiva

Em conversa ao telefone com o Gazeta Esportiva, o colombiano lembrou que já confiava no sucesso do meio-campista do Corinthians quando foi seu técnico no São Bento.

“Na hora em que o Corinthians contratou o Elias, sabia que tinha se reforçado com um bom jogador. Via que ele tinha um grande potencial desde a época do São Bento. Eu me sinto muito feliz com o trabalho que está desempenhando no Corinthians”, comentou Rincón.

Revelado pelo Palmeiras, Elias preferiu não revelar seu time de coração quando chegou ao Parque São Jorge. Após marcar o gol de empate do Corinthians contra o Brasiliense, terça-feira, ele não se conteve: afirmou ser corintiano desde a infância e projetou repetir os feitos de Rincón.

“Claro que ele tem potencial para conquistar o que conquistei. Qualquer um pode caso se esforce para isso. Meu objetivo sempre foi vencer e dar o melhor pelo Corinthians, assim como fiz quando estava em outros clubes. É preciso seguir isso”, aconselhou o colombiano, capitão do Corinthians na conquista do título mundial de 2000.

Indiretamente, Rincón também ajudou a adaptação de Elias à equipe de Mano Menezes. O jogador foi contratado para atuar improvisado como volante, função que se acostumou a exercer sob o comando do ídolo corintiano.

“O Elias foi do Palmeiras para o São Bento como atacante. Mas, pelo senso de posicionamento e de marcação dele, cheguei à conclusão de que seria muito útil se jogasse mais recuado, como um terceiro volante. Passei a incentivá-lo a ajudar a defesa e chutar a gol. Deu certo”, recordou Rincón.

“Xará” – Até Elias revelar sua idolatria por Freddy Rincón, a imagem do colombiano era mais relacionada a outro jogador do Corinthians. Reserva do time após se submeter à artroscopia no joelho, o meia Diogo Rincón recebeu o apelido que acompanha seu nome pela aparência física com o ex-atleta.

“Já conhecia o Diogo Rincón do Dínamo de Kiev, da Ucrânia. Não devemos esquecer que, lá, ele fez grandes partidas e era ídolo dos torcedores, mesmo disputando um campeonato muito competitivo. Agora, ainda está se adaptando outra vez ao futebol brasileiro. Mas é questão de tempo para fazer sucesso no Corinthians. Pode ter certeza”, apostou o colombiano.

Ao analisar todo o elenco do Corinthians, ao contrário, Rincón não se anima muito. “Esse time está sobrando na Série B, mas não teria condições de vencer uma Primeira Divisão, que é mais fraca fisicamente e mais forte tecnicamente. Precisa se reforçar”, concluiu o ex-jogador, que abandonou a carreira de técnico e tornou-se empresário.

Leia mais sobre: Corinthians série B



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar