iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

17/09 - 23:56

Mistão do Verdão alcança classificação com 3 a 0 no Vasco
Novato atacante Thiago Cunha desencantou, marcando duas vezes; Denílson complementou o placar

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Quando a fase é boa, até o time misto resolve. Na noite desta quarta-feira, o Palmeiras entrou em campo com uma equipe mesclada de reservas e titulares e alcançou sem grandes problemas a classificação para a fase internacional da Copa Sul-americana ao bater o Vasco por 3 a 0, no Parque Antártica, com dois gols do novato atacante Thiago Cunha.

Quando a fase é boa, até o time misto resolve. Na noite desta quarta-feira, o Palmeiras entrou em campo com uma equipe mesclada de reservas e titulares e alcançou sem grandes problemas a classificação para a fase internacional da Copa Sul-americana ao bater o Vasco por 3 a 0, no Parque Antártica, com dois gols do novato atacante Thiago Cunha.

O Verdão apostou em mudanças no meio-campo e no ataque, já que também disputa a liderança do Campeonato Brasileiro com o Grêmio. Ainda por cima, tinha que reverter a desvantagem de 3 a 1 do jogo de ida em São Januário.

Na próxima fase da Copa Sul-americana, o Palmeiras terá pela frente um adversário desconhecido: enfrenta o Sport Ancash, do Peru, que passou pelo Ñublense, do Chile. O primeiro confronto já acontece na próxima quarta-feira, em solo peruano.

O jogo
Palmeiras e Vasco começaram a partida ao ritmo do frio da capital paulista, sem empolgar os poucos torcedores que compareceram ao Palestra Itália. Os donos da casa tomavam a iniciativa das ações, mas esbarravam na falta de entrosamento de uma equipe mista escalada pelo técnico Vanderlei Luxemburgo.

O confronto decepcionava na parte técnica, com ambos os lados desatentos, errando lances incríveis. O primeiro lance de emoção aconteceu somente aos 23 minutos, quando Madson aproveitou vacilo da zaga alviverde, invadiu a área pela direita e só parou com a saída arrojada do goleiro Marcos.

O marasmo em campo foi encerrado com um verdadeiro e surpreendente golaço. Aos 33 minutos, Maicosuel fez o levantamento na área e encontrou Thiago Cunha nas costas da zaga. O atacante armou um voleio e acertou o ângulo esquerdo do goleiro Roberto.

Em desvantagem, o Vasco saiu um pouco mais para o ataque nos minutos finais do primeiro tempo. Até o intervalo, os cariocas assustaram apenas em uma cobrança de falta da intermediária feita por Mateus. Marcos mostrou toda a sua experiência para espalmar a complicada bola.

EFE
palvas
O palmeirense Élder Granja disputa bola com o vascaíno Leandro Amaral


Milagre
A etapa complementar começou com uma defesa espetacular de Marcos. Aos seis minutos, Leandro Amaral apareceu livre para cabecear dentro da área, mas parou uma intervenção fundamental do camisa 12 do Alviverde.

Só que o Palmeiras seguiu mais eficiente e marcou o segundo. Aos 11 minutos, Kléber ganhou no ombro disputa com a zaga do Vasco e cruzou rasteiro. Roberto falhou de forma lamentável e soltou a bola nos pés de Denílson, que só teve o trabalho de completar.

Com o placar de 2 a 0, o Vasco amargava a eliminação. Por isso, colocou em campo o experiente Edmundo junto com Rodrigo Antônio, nos lugares de Alex Teixeira e Mateus. Mas a força ofensiva dos cariocas ficou longe de incomodar a meta paulista.

No final, o Palmeiras ainda ampliou. Aos 39 minutos, Thiago Cunha interceptou arremate de Evandro de fora da área e bateu por cima de Roberto, acabando com as esperanças dos visitantes no Parque Antártica.

FICHA TÉCNICA (veja como foi o jogo lance a lance)
PALMEIRAS 3 x 0 VASCO

Local: Estádio do Parque Antártica, em São Paulo (SP)
Data: 16 de setembro de 2008, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Renda: R$ 66.750
Público: 2.747 pagantes
Árbitro: Carlos Eugênio Símon (Fifa-BRA)
Assistentes: Alexandre Rocha (Fifa-BRA) e Milton Otaviano dos Santos (Fifa-BRA)
Cartões amarelos: Alex Mineiro e Martinez (Palmeiras); Eduardo Luiz (Vasco)
Gols:
PALMEIRAS: Thiago Cunha, aos 33 minutos do primeiro tempo; Denílson, aos 11, Thiago Cunha, aos 39 minutos do segundo tempo.

PALMEIRAS: Marcos, Elder Granja, Maurício, Gustavo e Leandro; Jumar, Léo Lima, Maicosuel (Evandro) e Denílson (Martinez); Thiago Cunha e Alex Mineiro (Kléber).
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

VASCO: Roberto, Marquinhos, Eduardo Luiz, Jorge Luiz e Vílson; Jonílson, Mateus (Rodrigo Antônio), Madson e Alex Teixeira (Edmundo); Leandro Amaral e Alan Kardec.
Técnico: Tita


Leia mais sobre: Palmeiras Vasco



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


EFE

Menino bom!
Thiago Cunha mostrou ao 'professor' Luxemburgo que merece vaga no elenco do Palmeiras

Topo
[x] fechar