iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

11/09 - 01:16

Dunga também assimila vaias com naturalidade

"A emoção do torcedor é assim, é a forma dele protestar”, disse o treinador

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Com o empate por 0 a 0 contra a equipe da Bolívia, a seleção brasileira apagou a boa atuação que havia tido em Santiago, quando venceu os chilenos por 3 a 0, e a torcida, que suspendeu as críticas ao time de Dunga durante quase três dias, voltou a pedir pela saída do treinador. No entanto, o comandante da seleção brasileira garantiu que as vaias, após um resultado desagradável, são normais.

“O jogo com o Chile deixou uma expectativa, todos esperavam a mesma coisa, que era a vitória. Por isso as vaias foram normais. A emoção do torcedor é assim, é a forma dele protestar”, afirmou Dunga, concordando com o camisa 10 da seleção, Ronaldinho Gaúcho, também muito criticado, que não se mostrou surpreso com os protestos da torcida.

Para o técnico, a postura defensiva da Bolívia dificultou a equipe brasileira. “Não conseguimos repetir a mesma atuação (de domingo), não conseguimos dar velocidade ao jogo nas laterais, o adversário marcou bem e não conseguimos superar o adversário para chegar até o gol”, analisou.

Dunga ainda destacou o nervosismo do Brasil, que aumentou as dificuldades brasileiras em criar oportunidades de gol. “A ansiedade atrapalhou bastante. Esse nervosismo fez com que errássemos mais que o normal”, avaliou o técnico.

Insatisfeito, o técnico disse ainda que terá dificuldades para dormir na noite desta quarta-feira, em virtude do desempenho muito abaixo do esperado. “Depois do jogo a gente dorme um pouco, mas fica pensando no que aconteceu, no que podia ter sido feito ou não, costumo ter certa dificuldade para pegar no sono”, admitiu Dunga.


Leia mais sobre: Seleção brasileira Dunga



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar