iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/09 - 08:10

Diego assume favoritismo, mas alerta perigo de armadilha
O ex-santista até aceitou assumir que o Brasil é  favorito, mas explicou que qualquer vacilo pode custar caro

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - É grande a disparidade entre Brasil e Bolívia na classificação das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. No entanto, mesmo com tudo favorável para uma vitória tranqüila dos comandados pelo técnico Dunga, o meio-campista Diego alertou que é preciso tomar cuidado para que o favoritismo não prejudique a seleção brasileira na noite desta quarta-feira.

O ex-santista até aceitou assumir que o Brasil é obviamente o favorito para o compromisso, mas explicou que qualquer vacilo pode custar caro para os anfitriões no estádio do Engenhão.

“Estamos cansados de ver exemplos no futebol de que isso é uma armadilha. Temos de respeitar. Sabemos que o favoritismo está do nosso lado, mas isso pode se voltar contra nós. Para isso não acontecer, temos de entrar e jogar, independente do nome do adversário e da posição que ocupa na tabela. Temos de nos preocuparmos com nosso futebol e ir em busca da vitória”, receitou.

O Brasil é o vice-líder das Eliminatórias, com 12 pontos, enquanto a Bolívia aparece na última colocação da tabela, com apenas quatro. Justamente pela campanha dos bolivianos, que conquistaram apenas uma vitória nesta edição da competição, o meia Diego avisa que é preciso tomar cuidado pelo fato de o adversário atuar sem tanta responsabilidade.

“É o franco-atirador e vem jogar contra o Brasil sem estar em um bom momento. Eles não têm responsabilidade nenhuma de vencer. Por vezes, isso é perigoso e temos de manter a atenção nesse ponto. Mas acredito que não vamos cair nessa armadilha porque estamos preparados para jogar e mostrar nosso futebol”, finalizou.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar