iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/09 - 02:50

Desacostumados aos gols, Lenny e Denílson têm confiança do grupo

Palmeirenses substituem Alex Mineiro e Kléber, que estão suspensos, na partida contra Cruzeiro pelo Brasileirão

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Donos de 19 dos 40 gols marcados pelo Palmeiras neste Campeonato Brasileiro, Alex Mineiro e Kléber estão suspensos para enfrentar o Cruzeiro. E terão como substitutos no Mineirão dois atacantes que pouco balançam as redes: Denílson, que só fez dois no torneio, e Lenny, que ainda não marcou em nove meses no clube.

Apesar da raridade em superar os goleiros adversários, os dois entram em campo com a confiança dos companheiros. Ninguém no grupo esconde a falta que os titulares farão à equipe, mas a dupla em Minas Gerais tem qualidades na opinião dos colegas: compensam a falta de altura com velocidade e habilidade - característica vista no gol de Lenny no coletivo desta terça-feira, driblando Bruno, o goleiro reserva.

“A ausência deles (Alex Mineiro e Kléber) preocupa, são dois jogadores que fazem gols. Mas vão dar chances para quem tem aguardado a tanto tempo”, apontou Martinez. “Confio plenamente tanto no Lenny quanto no Denílson. Eu já vivi essa situação de sair do banco e, quando entrei, joguei motivadíssimo. Tenho certeza que com eles vai ser assim também”, continuou.

Quem mais sentirá dificuldades com os dois comandantes do ataque serão os laterais. Acostumados a cruzarem bolas para Alex Mineiro cabecear, Elder Granja e Leandro mudarão os estilos. Mas o camisa 6 garante que não se preocupa.

“Eles não são altos, e o Cruzeiro tem uma zaga alta. Vamos conversar bastante para tentarmos uma tabela e não ficar tentando muito de cabeça. Mas, se eles estiverem sozinhos na área, eu vou cruzar e eles que resolvam”, sorriu Leandro, já prevendo benefícios com o jogo mais “rasteiro”. “Se eu tiver oportunidade, também vou chutar. Quem sabe não faço ‘unzinho’ de fora da área”, comentou o autor de dois gols neste Brasileiro.

Com esta formação, a promessa é de que o time tire seus laterais do foco rival. “Nossa força sempre foram nas jogadas pelas laterais, mas não temos só isso. Também jogamos pelo meio. Quando nossos laterais forem marcados, é a hora dos volantes e o Diego Souza chamarem o jogo por ali”, concluiu Martinez.


Leia mais sobre: Palmeiras Campeonato Brasileiro



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar