iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

10/09 - 09:57

Após turbulência, seleção encara a Bolívia no Rio de Janeiro
Lateral Juan e o volante Lucas começam como titulares, nas respectivas vagas de Kléber e Gilberto Silva, suspensos

Redação do iG Esporte com agências

Acordo OrtográficoRIO DE JANEIRO - O ambiente em torno da seleção brasileira mudou. A vitória convincente por 3 a 0 sobre o Chile, em Santiago, afastou a turbulência que ameaçava o emprego do técnico Dunga e devolveu a calmaria ao cotidiano dos atletas que defendem o país. Agora, com um ânimo totalmente renovado, a seleção brasileira encara a lanterna Bolívia, nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no estádio João Havelange, o Engenhão.

O técnico Dunga minimizou a diminuição da pressão sobre seu trabalho e advertiu que a seleção é forte para superar turbulências. “Não acho que tenha sido a primeira turbulência. É algo que teve na Copa América e vinha desde as Olimpíadas, mas a seleção é forte”.
.

Bastou apenas um jogo para o Brasil retomar sua condição de favorito nas Eliminatórias. Depois de calar os falastrões do Chile, porém, Dunga quer evitar menosprezo à Bolívia, que tem apenas quatro pontos e aparece na última posição da tabela.

“Não quero que nossos jogadores usem a palavra lanterna quando falarem da Bolívia. Temos de respeitar quem trabalha. A Bolívia é um adversário difícil e tem jogadores preocupados em representar seu país”, afirmou o treinador.

Rivais no "rachão", Diego e Robinho estarão juntos no duelo contra Bolívia


Para encarar os bolivianos, o técnico será obrigado a promover duas alterações na seleção. O volante Gilberto Silva levou o segundo cartão amarelo e o lateral-esquerdo Kléber foi expulso contra o Chile. Portanto, ambos terão de cumprir suspensão automática. A vaga na ala ficará com o flamenguista Juan, enquanto o posto no meio-campo será ocupado por Lucas, que venceu disputa com Hernanes.

Já o zagueiro Juan, que cumpriu suspensão contra o Chile, desfalcará também o Brasil contra a Bolívia, já que se recupera de uma contusão na coxa. O atleta não participou dos treinos desta semana e, portanto, dará mais uma chance a Luisão na equipe titular.

A zebra
Se o Brasil joga para confirmar sua recuperação na temporada, a Bolívia chega ao Engenhão para tentar surpreender os pentacampeões e melhorar a péssima campanha nas Eliminatórias. Com apenas quatro pontos assegurados, a Bolívia necessita do triunfo diante dos anfitriões para ter chance de deixar a lanterna.

O técnico Erwin Sánchez faz mistério com relação à equipe que mandará a campo na noite de quarta-feira. A principal dúvida refere-se à possível entrada do ex-cruzeirense Marcelo Moreno, que ficou no banco de reservas na rodada passada das Eliminatórias. O jogador tem chances de ser alçado à condição de titular no Engenhão, mas o treinador ainda não confirma a alteração.

FICHA TÉCNICA
BRASIL X BOLÍVIA

Local: Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 10 de setembro de 2008, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Alfredo Intriago (Equador)
Assistentes: Felix Badaraco e Juan Cedeño (ambos do Equador)

BRASIL: Júlio César; Maicon, Lúcio, Luisão e Juan; Lucas, Josué e Diego; Ronaldinho Gaúcho, Robinho e Luís Fabiano
Técnico: Dunga

BOLÍVIA: Carlos Arias; Miguel Ángel Hoyos, Ronald Rivero, Ronald Raldes e Ignacio García; Wálter Flores, Ronald García, Jhasmani Campos e Darwin Peña; Pablo Escobar e Marcelo Moreno
Técnico: Erwin Sánchez

(Com Gazeta Esportiva)


Leia mais sobre: Seleção brasileira Dunga Bolívia



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


CBF News

Hernanes espera mais um pouco
Lucas se destacou no treinamento de terça e ficou com a vaga de Gilberto Silva no meio

Topo
[x] fechar