iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/09 - 17:39

Henry e Domenech: divórcio à vista na França

Clima na seleção não é nada bom após sequencia de derrotas e má estréia nas Eliminatórias da Copa

Gazeta Esportiva

PARIS (França) - A derrota por 3 a 1 para a Áustria, no último sábado, na estréia da França nas Eliminatórias para a Copa de 2010, colocou o técnico Raymond Domenech na corda bamba e muita pressão em cima de jogadores como Thierry Henry, o capitão dos Bleus. Por isso, os franceses precisam de um resultado positivo contra a Sérvia, nesta quarta-feira, em Saint-Denis.

Mas, se o jogador admite que a partida é de vital importância para a seleção francesa, não quis comentar a situação do treinador.

“O assunto coach é um assunto à parte que não quero abordar. Eu sei que é difícil ser otimista numa hora dessas, mas vamos falar primeiro do futebol francês e da necessidade de ganhar os três pontos na quarta-feira. Depois, se não ganharmos, acontecerá o que tiver de acontecer”, declarou o atacante em entrevista à France Football, deixando claro o clima de mal-estar entre ele e Domenech.

Quando perguntado sobre o esquema de jogo utilizado na derrota de sábado, o carrasco do Brasil na última Copa também deixou claro seu descontentamento com a forma como a seleção francesa abordou a partida.

“Precisamos jogar para a frente, mostrar vontade, pouco importa de que jeito. Precisamos dos três pontos na marra”, disse. “A nossa estréia foi catastrófica. Mas, vendo pelo lado positivo, não pode mais ser pior”.

O atacante chega a admitir que os jogadores da França estão com receio de serem mal recebidos pela própria torcida no Stade de France. “Sabemos que será difícil (a recepção). Quando o resultado não acontece, o público fica mais exigente. O nosso papel é o de trazê-lo para o nosso lado.”

Henry também comentou o estado de espírito dos Bleus após a derrota contra a Áustria. “O domingo foi difícil, a segunda-feira um pouco menos, mas dói. A derrota foi dura de engolir, como foram aquelas contra a Itália e a Holanda na Eurocopa. Só pensamos neste jogo contra a Sérvia. É conquistar os três pontos e virar a página”, concluiu.


Leia mais sobre: França Thierry Henry Raymond Domenech

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias