iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/09 - 14:25

Barrado, Tiago descarta má fase no Vasco

Muito criticado pela torcida, goleiro não concorda com a má fase e acredita que não perderá o lugar na equipe

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O goleiro Tiago vem sendo um dos jogadores mais criticados pelos torcedores do Vasco e pelos jornalistas nos últimos dias. Na derrota de 3 a 1 para o Cruzeiro, em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ), na rodada passada do Campeonato Brasileiro, quando acabou sendo expulso de campo e foi muito hostilizado, Tiago praticamente definiu a sua barração.

Isso porque o técnico Tita dá sinais de que planeja escalar Roberto com a camisa 1 no confronto do próximo domingo, às 16h (de Brasília), novamente em São Januário, pela 25ª rodada. Apesar dessa situação Tiago não reconhece a má fase e acredita que não precisa se preocupar com a condição de titular, já que a decisão caberá mesmo ao treinador.

“Não fico pensando se vou ser reserva ou titular. Isso sinceramente não me preocupa, pois depende do treinador. Sinceramente não me vejo passando por um momento turbulento, até porque contra o Cruzeiro, o lance que reclamou, fui driblado por um jogador veloz”, disse Tiago.

Tiago acredita que não foi o único hostilizado contra o Cruzeiro, por entender que com a derrota os torcedores cobraram de todos os jogadores. Mas ele se garante preparado para qualquer tipo de pressão.

“Não foi a torcida me culpando pela derrota o que aconteceu. A torcida cobrou de todo o time, mas principalmente daqueles que ela sabe que pode contar. Mas tenho cabeça muito boa e vou continuar trabalhando. Do mesmo jeito que respeito todos os vascaínos, quero que eles me respeitem também”, disse Tiago.

O jogador lembrou que foi contratado no início do ano com status de titular absoluto e que conseguiu se firmar no gol mesmo com a posição tendo passado por uma crise nos anos anteriores, com vários atletas se alternando com a camisa 1.

“Eu acho que você jogando num time grande não pode se acomodar. Fui contratado para resolver a situação que não estava dando muito certo. Acredito que não estou deixando a desejar e vou continuar treinando e me dedicando, mas ser titular depende do treinador”, afirmou Tiago.

O jogador reconheceu que vem recebendo muito apoio do preparador de goleiros Carlos Germano, que foi titular do time nas grandes conquistas da história do clube, como na Copa Libertadores de 1998.

“O Carlos Germano sempre me deu muitos conselhos e passa palavras de incentivo. Antes das partidas ele sempre tem algo bom para nos falar e confio muito no seu trabalho”, afirmou o camisa 1.


Leia mais sobre:



Alerta de Gols Receba notícias pelo seu celular

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
[x] fechar