iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

09/09 - 18:54

Argentina promete amistoso ao Getafe por lesões de goleiros

Roberto Abbondanzieri e Oscar Ustari, do clube espanhol, se contundiram em partidas da seleção alviceleste

Gazeta Esportiva

BUENOS AIRES (Argentina) - A Associação de Futebol Argentino (AFA) encontrou uma boa maneira para evitar polêmicas com o Getafe-ESP, que reclamou da contusão de seus goleiros Roberto Abbondanzieri e Oscar Ustari em partidas pela seleção alviceleste. Nesta terça-feira, a entidade sul-americana anunciou a intenção de realizar um amistoso com o clube espanhol no próprio estádio Coliseum Alfonso Pérez, em Getafe, de forma a compensar a baixa dos dois jogadores.

A promessa foi feita por Julio Grondona, presidente da AFA, ao seu colega da equipe espanhola, Angel Torres. Os dois conversaram após a contusão de Abbondanzieri na partida dos argentinos frente ao Paraguai pelas Eliminatórias Sul-americanas para a Copa do Mundo. Na ocasião, o goleiro machucou o joelho direito em choque com o lateral Gabriel Heinze, garantindo três semanas de estaleiro e um grande mal-estar para os dirigentes sul-americanos com a situação.

“Peço desculpas a ele (Angel Torres). Eu mesmo estava preparando o comunicado de tudo que havia acontecido e pedindo particularmente as desculpas. Não estive nas conversas sobre Abbondanzieri, mas na anterior em Pequim – quando Ustari machucou o joelho para oito meses –, falei diretamente com o diretor esportivo, porque havia acontecido uma coisa inexplicável”, disse Grondona.

O homem-forte do Getafe aceitou as desculpas da AFA, e revelou que o técnico Alfio Basile, da seleção principal da Argentina, já havia recebido seu pedido para não convocar os dois goleiros de uma só vez. “Basile me prometeu que não iria convocar os dois, o que aconteceu em Pequim”, disse Angel Torres, sem citar que o treinador argentino nas Olimpíadas foi Sérgio Batista.

O presidente da AFA concordou. “Não havia necessidade de levar os dois goleiros. Agora, vai ser assim. Honestamente, não acho que seja justo tirar os goleiros de um mesmo clube”, disse Grondona, que concordou com o pedido do próprio Getafe para realizar um amistoso.

“Está prometido. Buscaremos a forma de poder agradecê-los e solucionar em parte tudo o que foi feito”, explicou Julio Grondona, sem anunciar datas para a partida.


Leia mais sobre: Argentina Getafe

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo
Contador de notícias