iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

08/09 - 01:46

Terror chileno, dupla de ataque prefere marcar contra Argentina

Robinho e Luís Fabiano admitem sorte contra o Chile, mas querem fazer gols contra a arquirriva

Gazeta Esportiva

SANTIAGO (Chile) - Robinho e Luís Fabiano admitem que a sorte costuma ajudá-los sempre que enfrentam o Chile. Após marcarem os gols da vitória por 3 a 0 sobre a equipe dirigida por Marcelo Bielsa, no entanto, os atacantes brasileiros disseram preferir que o desempenho fosse o mesmo contra outro adversário: a Argentina, equipe em que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pediu para o Brasil se espelhar.

“Graças a Deus, as coisas estão saindo bem contra o Chile. Acho que dou sorte, e fico feliz com isso. Mas quero jogar bem assim sempre, principalmente contra a Argentina, que é nosso rival”, disse Robinho, que já marcou sete gols contra o chileno.

Luís Fabiano repetiu o discurso, em entrevista ao SporTV. “Tenho sorte contra o Chile. Já fiz quatro gols neles e sempre vou bem, mas o meu adversário favorito é outro. É a Argentina”, elegeu o atacante, com um largo sorriso no rosto.

Embora o próximo jogo entre Brasil e Argentina pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo seja só em 5 ou 6 de setembro de 2009, a dupla de ataque brasileira está entusiasmada para a seqüência da competição. “Com esse espírito, o Brasil passa por qualquer adversário”, afirmou Luís Fabiano. “Esperamos que a torcida brasileira esteja do nosso lado nos próximos jogos porque vamos dar o máximo”, prometeu Robinho.

Ao contrário de Robinho e Luís Fabiano, a outra referência ofensiva da seleção de Dunga deixou o estádio Nacional chateado. Ronaldinho Gaúcho desperdiçou um pênalti e, quando Kleber foi expulso, acabou sacrificado para a entrada de Juan na lateral esquerda. “Foi uma decisão difícil tirá-lo de campo”, comentou o treinador do Brasil.


Leia mais sobre: Seleção brasileira Robinho Luís Fabiano

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo