iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/09 - 09:25

Rogério Ceni completa 18 anos de São Paulo e comemora

Goleiro, que é ídolo da torcida tricolor, completou sua maioridade dentro do clube neste domingo

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O São Paulo está de folga neste domingo, mas, mesmo sem entrar em campo, um jogador do clube tem motivos para comemorar. Neste dia 7 de setembro, o goleiro Rogério Ceni completa 18 anos de trajetória com a camisa do São Paulo.

Com um currículo repleto de títulos, o ídolo da torcida tricolor tem motivos para festejar mesmo diante do momento inconstante do clube na temporada.

“Se for olhar pela história toda, é muito legal. O momento atual não é tão bom como foram os últimos anos, mas pela carreira e pelo lado profissional, eu me sinto muito feliz. O pensamento é ganhar o máximo de jogos e títulos até o fim da carreira”, comentou o arqueiro.

Depois de ter iniciado a carreira no Sinop-MT, Rogério chegou ao Tricolor no dia 7 de setembro de 1990 e não saiu mais do clube, conquistando títulos e tornando-se o maior goleiro-artilheiro do futebol mundial.

“Lembro do primeiro dia e de todos os outros subseqüentes, assim como de todos os fatos importantes e das derrotas e vitórias que marcaram. O mais especial é o dia-a-dia, mas que não aparece porque é a parte interna. Lembro de todos os dias pela importância que este clube tem para mim”, recorda.

Com a camisa do São Paulo, Rogério ganhou projeção mundial em função também dos gols que marcou. Até hoje, o arqueiro balançou as redes em 82 oportunidades, sendo 47 de falta e 35 de pênalti. Jogador que mais vestiu a camisa do São Paulo, o capitão ganhou a confiança dos profissionais que trabalham no clube.

O técnico Muricy Ramalho, inclusive, não esconde a admiração pelo capitão tricolor e lembrou que, atualmente, é raro encontrar jogadores com longa história dentro de uma mesma equipe.

“Está ficando cada vez mais difícil de as pessoas permanecerem no clube. Dessa geração, o Rogério é o último e não vemos outro jogador com esse perfil. A escolha que ele fez é de não mudar de clube e nem de país. Foi uma escolha dele e dificilmente mais alguém fará”, afirmou.

Muricy, por sinal, acredita que o fato de Rogério não ter empresário e ser o responsável por gerir a própria carreira é mais um fator determinante para sua longa permanência no Tricolor. “Ele não tem ninguém que cuide da carreira dele. Ele mesmo cuida e isso facilita porque não tem gente fazendo sua cabeça para sair. A escolha dele está dando certo”, analisou.


Leia mais sobre: Rogério Ceni São Paulo

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Futura Press

O capitão do penta
Título do Brasileirão de 2007 veio sob a liderança do experiente Rogério Ceni

Topo