iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

07/09 - 20:26

Até estrear, Sorín terá contrato simbólico com a Raposa
“Este contrato serve para me deixar uma porta aberta e tentar jogar ainda este ano”, disse o jogador

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - O argentino Juan Pablo Sorín ainda precisa se recuperar fisicamente para poder reestrear pelo Cruzeiro. Enquanto não entra em campo pela equipe mineira, o lateral-esquerdo terá apenas um vínculo simbólico e com um salário relativamente baixo para o padrão do futebol brasileiro. Mesmo assim, o novo reforço da Raposa não tem pressa para entrar em campo, e preferiu dar prioridade à sua reabilitação.

“Este contrato simbólico serve para me deixar uma porta aberta e tentar jogar ainda este ano”, comentou Sorín, que receberá R$ 10 mil por mês. “Se não assinássemos o documento eu não poderia atuar este ano e isso me deixaria com um pouquinho de raiva. Agora, tanto eu como o torcedor temos uma motivação extra”, completou.

O prazo de Sorín para se recuperar de uma lesão no joelho é de aproximadamente três meses, o que o deixaria de fora do Campeonato Brasileiro deste ano – o torneio termina em 7 de dezembro. O lateral artilheiro, contudo, acredita que possa até entrar em campo.

“É para isso que estou aqui, pois caso contrário teria ficado mais três meses fora e voltaria só no ano que vem”, destacou o ídolo cruzeirense, que no entanto preferiu manter cautela ao falar de sua recuperação e pediu para que os torcedores celestes não tenham pressa para vê-lo em campo.

“Minha recuperação será um pouco longa e a adaptação vai ser difícil. A minha prioridade é voltar 100%”, relembrou. “Mas vou ajudar o grupo enquanto isso. Talvez não no meu papel principal, e sim no vestiário para passar, humildemente, alguma coisa aos jogadores”, emendou o argentino.

Sorín admitiu também que já vislumbra inclusive participar da festa do título do Cruzeiro, atualmente vice-líder do Brasileirão com 43 pontos, seis a menos do que o Grêmio. “Falta a última parte da competição e tudo é possível. Tomara que a gente fique até o final na briga pelo primeiro lugar. Espero que o meu primeiro troféu nesta volta ao clube seja o do Campeonato Brasileiro”, concluiu.


Leia mais sobre: Cruzeiro Sorín

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Reuters

De volta à Raposa
Jogador rescindiu seu contrato com o Hamburgo da Alemanha para voltar ao Cruzeiro

Topo