iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/09 - 08:14

São-paulinos pedem definição sobre ‘paradinha’
A ‘paradinha’ dos batedores nos pênaltis transformou-se na nova polêmica do futebol brasileiro. O técnico Muricy Ramalho, então, pediu para que seja decidida uma regra clara sobre o assunto, simplesmente permitindo ou proibindo o artifício.

Gazeta Esportiva

“Ou pode toda ‘paradinha’ ou não pode nenhuma. Se deixar para o juiz determinar o que pode, não vai dar certo. Tem de ser como na Lei Seca: ou pode ou não pode beber. O cara não vai poder falar que só bebeu umas doze cervejas (risos). Do mesmo jeito, não tem esse negócio de meia ‘paradinha’”, afirmou.

De acordo com comunicado da CBF, “o ato de utilizar fintas na execução de um tiro penal para confundir os adversários faz parte do futebol e está permitido. Todavia, o árbitro deverá advertir o jogador se considerar que tal finta representa uma conduta antidesportiva”.

O goleiro Rogério Ceni, que tem duas visões sobre as cobranças de pênalti, pediu apenas que seja padronizada a regra sobre o assunto.

“Tem de ser estabelecido um padrão. Como goleiro, eu ficaria feliz se a ‘paradinha’ acabasse. Como batedor, eu ficaria triste porque é uma opção a mais que você tem”, afirmou o goleiro-artilheiro.

Rogério, porém, se mostrou contrário a um eventual cartão amarelo que o batedor receberia em caso de exagero no momento da cobrança. “Acho que o árbitro pode até mandar refazer a cobrança, mas não dar cartão ao jogador por isso”, concluiu.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo