iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

06/09 - 09:13

Inter e Lusa duelam para encerrrar jejum de vitórias
Os dois times se enfrentarão em Porto Alegre para conseguir recuperação em busca de objetivos diferentes

Gazeta Esportiva

PORTO ALEGRE - É pensando em encerrar o jejum de vitórias no Campeonato Brasileiro que Internacional e Portuguesa se enfrentam neste sábado, às 18h20 (de Brasília), no Estádio Beira-Rio. O Colorado tropeçou nas duas últimas rodadas e quer um resultado positivo para partir em busca de uma vaga na Libertadores, enquanto a Lusa necessita dos três pontos para deixar a zona de rebaixamento.

Tentando voltar a vencer no Brasileirão, o Inter muda bastante para este sábado. O técnico Tite não poderá contar com o atacante Nilmar e o meia D’Alessandro, que estão a serviço das seleções de Brasil e Argentina, respectivamente. Além deles, o volante Guiñazu e o centroavante Adriano suspensos pelo terceiro cartão amarelo, também ficam de fora.

Com estes desfalques, o treinador voltará a utilizar o esquema 4-4-2, empregado nas suas primeiras partidas no comando do colorado. “Se voltar no tempo, vão ver que teve mudança (do 4-4-2 para o 3-5-2) porque perdemos articulação. Não tínhamos o Alex e nem o Andrézinho. Focamos sem peça de reposição. Aí utilizamos três zagueiros, já que não havia amador. As opções retornaram e voltamos com aquele que foi o melhor sistema”, justifica-se Tite.

Nem tudo é desespero. Apesar das ausências, o time terá o retorno de Alex, recuperado de lesão na coxa direita. Ele formará a dupla de ataque ao lado de Luiz Carlos, que pela primeira vez saíra jogando desde sua chegada ao Inter. Com isso, o time muda de estilo de jogo, tendo um homem de referência na área, ao invés da velocidade e movimentação de Nilmar.

O elenco vermelho vê a partida como essencial para voltar a brigar pro uma vaga na Libertadores. “Será um jogo difícil, que precisamos do resultado. Precisamos colocar dentro da gente uma situação que venha para fora tudo aquilo que temos de qualidade. Uma nova oportunidade de buscar uma melhoria no que estamos fazendo. Não estamos nem um pouco satisfeitos. Vivemos uma situação desconfortável que nós mesmos criamos”, opinou Alex.

Quem fará sua estréia será o zagueiro Álvaro, que ganhou a titularidade de Bolívar. A preferência pelo ex-são-paulino, é que ele é um defensor pelo lado esquerdo de origem, enquanto Bolívar teria que atuar improvisado por aquele setor.

Já a Portuguesa, não conseguiu vencer o Atlético-MG em casa e agora parte para dois compromissos fora, contra Inter e Atlético-PR, pensando em superação – o desempenho do time longe do Canindé é sofrível. A motivação é uma só: em caso de vitória no Beira-Rio e de tropeços de Náutico ou Fluminense, a Lusa deixa a zona de rebaixamento.

E para vencer fora de casa pela segunda vez em 12 partidas, o elenco já sabe como deve se portar em terras gaúchas: com força, vontade e marcação. “Para jogar fora de casa, nos temos que nos fechar ao máximo, marcar por pressão e sair nos contra-ataques. Na hora em que tiver com a posse de bola, temos que concluir, porque a gente sabe que time grande, quando tem uma oportunidade, vai lá e mata o jogo”, explicou o meia Edno.

Infelizmente para o técnico Estevam Soares, o setor de marcação é o mais fragilizado para o confronto. Serão três desfalques: o zagueiro Bruno Rodrigo, expulso no último jogo e os volantes Dias, suspenso pelo terceiro amarelo, e Gavilán, que integra a seleção paraguaia na disputa das Eliminatórias da Copa de 2010.

Na zaga, Aderaldo e Ediglê brigam por uma vaga ao lado de Halisson. Já no meio, três jogadores disputam duas vagas: Erick, Raí e Carlos Alberto. “Já tenho algumas opções em mente e vou acertar no treino. Temos um jogo difícil pela frente, fora de casa, mas estamos motivados. Queremos a vitória e vamos fazer de tudo para conquistá-la”, disse Estevam Soares.

FICHA TÉCNICA
INTERNACIONAL X PORTUGUESA

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 6 de setembro de 2008
Horário: 18h20 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (Fifa-RJ)
Assistentes: Hilton Moutinho Rodrigues (Fifa-RJ) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)

INTERNACIONAL: Clemer; Ricardo Lopes, Índio, Álvaro e Gustavo Nery; Edinho, Magrão, Andrézinho e Taison, Alex e Luiz Carlos.
Técnico: Tite

PORTUGUESA: Sérgio; Patrício, Halisson, Aderaldo (Ediglê) e Bruno Recife; Carlos Alberto, Erick (Raí), Preto e Edno; Jonas e Washington
Técnico: Estevam Soares


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo