iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/09 - 16:22

Marcelo Teixeira exime o Santos de culpa por agressão a Leão

Presidente santista afirmou que é amigo do ex-treinador e eximiu qualquer responsabilidade pelo fato

Gazeta Esportiva

SANTOS - Após a cerimônia de renovação de contrato entre Santos e Umbro, o presidente santista Marcelo Teixeira comentou o incidente envolvendo o ex-técnico do Peixe, Emerson Leão. Amigo pessoal do treinador, o mandatário alvinegro condenou as agressões sofridas por Leão, mas eximiu o clube de qualquer responsabilidade pelo episódio e disse que o caso agora está na mão da polícia.

Segundo Teixeira, este fato está interligado com a saída do ex-segurança do clube, Marco Antônio Castelo, o Castelão. “Já havia um problema entre estes dois ex-funcionários. Por isso, uma das partes foi querer tomar esclarecimento com a outra e gerou aquele episódio triste e lamentável”, disse. “No momento em que ele cometeu um erro – agrediu um segurança dentro do vestiário -, logo foi afastado e demitido”, ressaltou.

O presidente do Peixe tratou de negar veemente que o clube tenha alguma culpa pelo ocorrido. “Isto aconteceu no momento em que o Leão deixava a Vila Belmiro. Ele já estava numa via pública”, disse, apesar das imagens do sistema de segurança interno mostrarem que o treinador foi agredido nas dependências do estádio.

Marcelo Teixeira ainda questionou a participação de integrantes de uma torcida organizada do Peixe na ação. “Essa questão será a apurada e resolvida pelas autoridades. Não posso afirmar sequer se houve ou não a participação de torcedores do clube, quer sejam de torcidas uniformizadas ou torcedores comuns”, ponderou.

O presidente do Santos acredita que agora cabe a justiça tomar as medidas necessárias. “Sem dúvida alguma trata-se de um episódio lamentável. Agora vamos aguardar que o delegado faça o inquérito e quem for culpado, que pague pelos seus atos”, disse.


Leia mais sobre: Émerson Leão Santos

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo