iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/09 - 23:43, atualizada às 09:50 06/09

Flu tenta parar o líder Grêmio para não voltar ao rebaixamento

Diante do melhor time do Brasileirão até aqui, o tricolor carioca terá que vencer para não correr riscos na tabela

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - O Fluminense tem uma difícil missão neste sábado, às 18h20 (de Brasília), no Maracanã. O Tricolor entra em campo pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro com a tarefa de parar o Grêmio, que lidera a competição com 48 pontos.

Além de todas as dificuldades possíveis diante do melhor time da competição, os cariocas, com apenas 24 pontos, ainda jogarão pressionados pela tabela de classificação: se tropeçarem e o Náutico derrotar o Ipatinga, em Recife, entrarão na zona de rebaixamento novamente.

Cuca, técnico do Fluminense, reconheceu que existe uma enorme pressão pelo fato de o time entrar em campo correndo risco de retornar à zona de rebaixamento. Apesar disso, o treinador se mostra otimista em relação à possibilidade de conquistar uma expressiva vitória diante dos gaúchos. “Existe a pressão porque o Santos ganhou seu jogo e nos passou na tabela de classificação. Se perdermos, podemos ir novamente para a zona de rebaixamento e isso seria um retrocesso neste momento. Mas, sinceramente, estou na expectativa de fazer uma grande partida e conquistar os três pontos”, confiou Cuca.

Apesar da confiança, Cuca minimizou o péssimo retrospecto da equipe gaúcha no Rio de Janeiro, que ainda não venceu nenhum time carioca na cidade maravilhosa neste Brasileirão. Para o treinador, isso não dá nenhuma vantagem para a sua equipe no duelo deste sábado.

“Sinceramente os jogadores do Grêmio não entram em campo pensando que não ganharam no Rio de Janeiro este ano, e que por isso precisam quebrar esse tabu. Eles entram pensando que estão na liderança do Campeonato Brasileiro e que podem dar mais um passo rumo à conquista do título. Dessa maneira, estarão motivados e não inibidos com a situação atual”, afirmou o técnico.

Mas no Grêmio existe quem se incomoda com esse jejum de vitórias no Rio de Janeiro. “Essa história de não ir bem no Rio de Janeiro já está virando uma pedra no sapato do Grêmio e por isso queremos muito derrotar o Fluminense no Maracanã. Sabemos que será um jogo muito complicado, mas temos plenas condições de retornarmos com os três pontos”, assegurou o meia Tcheco.

Para enfrentar o Fluminense, Celso Roth terá apenas uma baixa, o atacante Perea com lesão no joelho. Porém, sua ausência era esperada. Caso o colombiano tivesse condições físicas para atuar, ele estaria servindo a seleção de seu país pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010. Com isso, o técnico gremista escalará Souza no ataque ao lado de Marcel. A intenção é aumentar o número de jogadores quando a equipe for atacada e não perder a força ofensiva evitando deixar o camisa 9 Tricolor isolado no setor ofensivo.

Apesar de o adversário estar na parte de baixo da tabela e tendo a chance de se distanciar dos concorrentes na briga pelo título, o treinador gremista encara o confronto deste sábado com extrema seriedade, mas sem pressionar seus jogadores. “Temos um jogo importante, complicado. Um clássico do futebol brasileiro. Mas o resultado do Palmeiras não aumenta nem diminuiu a importância da partida. Tinha importância antes dos resultados e segue tendo agora”, afirmou Roth.

Entre os atletas, o discurso cauteloso é mantido. “São duas equipes qualificadas. Ambas possuem bom toque de bola. É como uma decisão para nós. Não há motivação maior do que ser líder da competição. Estamos motivados para somar mais pontos e aumentar a vantagem para o segundo colocado”, explicou o zagueiro Pereira.

Apesar de ter treinado normalmente na quinta e na sexta, o lateral-esquerdo Anderson Pico, recuperado de uma pancada no pé direito, ainda não tem sua titularidade assegurada. Apesar da boa fase vivida pelo time, a torcida tem criticado o jogador que pode estar perdendo seu lugar na equipe para Hélder.

Assim como o Grêmio, o time do Fluminense está definido para o jogo. Com uma lesão no ombro direito, o goleiro Fernando Henrique fica de fora. Cuca surpreendeu e escolheu Diego como substituto em detrimento de Ricardo Berna, que renovou contrato recentemente e é apontado como o reserva imediato. No meio-de-campo, sem o volante Arouca, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo no empate por 2 a 2 com o Flamengo, o treinador optou por lançar o jovem Maicon no ataque, recuando Darío Conca para o meio-de-campo.

FICHA TÉCNICA
FLUMINENSE x GRÊMIO



Local:
Maracanã, no Rio de Janeiro
Data: 6 de setembro de 2008, sábado
Horário: 18h20 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (Fifa-PR)
Assistentes: Milton Otaviano dos Santos (Fifa-RN) e Ivan Bohn (PR)

FLUMINENSE: Diego; Thiago Silva, Luiz Alberto e Roger; Eduardo Ratinho, Maurício, Conca, Everton Santos e Junior Cesar; Maicon e Washington
Técnico: Cuca

GRÊMIO: Victor; Léo, Pereira e Réver; Paulo Sérgio, Rafael Carioca, Willian Magrão, Tcheco e Anderson Pico (Hélder); Souza e Marcel
Técnico: Celso Roth


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Futura Press

Líder desfalcado
Grêmio não contará com Perea, lesionado, para tentar bater o Fluminense no Rio de Janeiro

Topo