iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

05/09 - 18:10

Equador e Bolívia duelam para manter vivo sonho de ir à Copa de 2010

Equador ocupa a 8ª colocação, com cinco pontos. Já os bolivianos estão em 11º, com quatro

EFE

QUITO (Equador) - Equador e Bolívia se enfrentarão no próximo sábado, às 18h10 de Brasília, em Quito, pela sétima rodada das Eliminatórias Sul-Americanas à Copa de 2010, tentando manter vivo o sonho de chegar ao Mundial na África do Sul.

Precisando da vitória e jogando diante de sua torcida, os equatorianos apresentarão um sistema de jogo ofensivo, cuja base é o time da Liga Deportiva Universitária de Quito, campeã da Copa Libertadores de 2008.

Entre os representantes da LDU na seleção estão o goleiro José Francisco Cevallos e o meia Luis Bolaños. Já Joffre Guerrón, herói do título conquistado no Maracanã sobre o Fluminense, se transferiu para o Getafe, da Espanha.

Por outro lado, a Bolívia deve jogar priorizando a defesa. O técnico Erwin Sanchéz deve escalar a equipe inicial com apenas um atacante, Joaquín Botero.

O capitão equatoriano, Iván Hurtado, afirmou que a Bolívia será "um adversário difícil, já que no último confronto ela goleou o líder das Eliminatórias, o Paraguai".

Já o treinador do Equador, Sixto Vizuete, se mostrou confiante em uma vitória.

"No último jogo, merecemos a vitória contra a Colômbia, porque tivemos claras ocasiões de gol, que desta vez não devemos desperdiçar", disse, referindo-se ao empate entre o Equador e os colombianos em 0 a 0, em Quito, na última rodada.

O goleiro Cevallos foi outro a fazer declarações respeitosas aos rivais. Segundo ele, esta é a melhor seleção que a Bolívia já teve.

"Sabemos que vamos enfrentar uma das melhores seleções bolivianas. Precisaremos tomar cuidado, pois é uma equipe que está chegando ao nível que seu treinador deseja", disse ele, herói da decisão por pênaltis da Libertadores deste ano, quando a LDU bateu o Fluminense em pleno Maracanã.

Sabendo que o adversário vem forte para conseguir o triunfo, a Bolívia se prepara para deter o ataque equatoriano. Por isso, o goleiro boliviano Carlos Arias pediu cuidado aos rápidos atacantes equatorianos.

Assim como Vizuete, o treinador da Bolívia, Erwin Sánchez, disse, que depois dos bons treinamentos feitos por sua equipe, as coisas vão acontecer "de maneira positiva" durante o jogo.

"Estamos representado um país. Temos que estar 100%", disse.

Sánchez também afirmou que "as Eliminatórias são longas", e que resta ainda "um longo caminho a percorrer". Entretanto, disse que a equipe sabe da importância de conseguir pontos como visitante.

Até aqui, as duas seleções fazem campanhas ruins. O Equador ocupa a oitava colocação, com cinco pontos. Os bolivianos estão logo abaixo, em 11º, com quatro.

Prováveis escalações.

Equador: Cevallos; Reasco, Iván Hurtado, Espinoza e Ayoví; Castillo, Guerrón e Bolaños; Benítez e Caicedo. Técnico. Sixto Vizuete.

Bolívia: Arias; Hoyos, Raldes, Rivero e Ignacio García; Gómez, Ronald García, Robles, Saucedo e Peña; Botero. Técnico: Erwin Sánchez.

Árbitro: Pablo Pozo (CHI), auxiliado por seus compatriotas Patrício Basualto e Julio Díaz.


Leia mais sobre: Equador Bolívia Eliminatórias

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo