iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

04/09 - 09:06

Morais só aconselha Lulinha a sair se estiver “no limite”

Ex-jogador do Vasco, meia afirmou que Corinthians está se estruturando bem e que não é interessante sair agora

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - As trajetórias de Morais e Lulinha são parecidas. Os dois meia-atacantes chegaram aos profissionais como promessas de suas equipes, porém não corresponderam a todas as expectativas de vascaínos e corintianos.

Morais desistiu de alcançar o sucesso no Vasco. Transferiu-se, satisfeito, para o Corinthians, onde encontrou Lulinha, até então visto como possível moeda de troca no negócio. Constantemente defendido pelo técnico Mano Menezes, o prata da casa é o alvo preferido de críticas dos torcedores.

“Mas, se eu fosse o Lulinha, só sairia do Corinthians se estivesse no limite. O clube vem se estruturando bem. E, na fase em que eu estava no Vasco, não ia nem mais aos treinos com alegria. Não sei se chegou esse ponto para o Lulinha. Se for assim, ele deve buscar novos ares. Mas acho que não é o caso”, comentou Morais.

O ex-vascaíno ainda advogou: “O Lulinha subiu aos profissionais em um momento de muita pressão, com o rebaixamento, mas nunca tirou o dele da reta. Mesmo sendo criticado, ele sempre jogou de cabeça erguida, fazendo o seu melhor”.

Para Morais, Lulinha precisa ter calma para reverter a situação adversa que ele não conseguiu mudar no Vasco. “Ele deve manter a cabeça no lugar. Eu já estava há muito tempo no Vasco e me desgastei. Subi em 2002 e vi todo mundo sair. Só eu fiquei. Mas o Lulinha tem 18 anos e muito tempo pela frente”, comparou.


Leia mais sobre: Lulinha Morais Corinthians

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Alvo de críticas
Apesar de ser defendido pelo técnico Mano Menezes, Lulinha sofre com a cobrança da torcida corintiana

Topo