iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/09 - 10:20

Tranqüilidade excessiva preocupa o Corinthians na séria B

O técnico Mano Menezes, alerta que momentos de calmaria são tão perigosos quanto os de crise

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A larga vantagem para seus adversários na Série B do Campeonato Brasileiro não é suficiente para tranqüilizar Mano Menezes e os jogadores do Corinthians. O técnico alerta que momentos de calmaria são tão perigosos quanto os de crise.

“Tenho medo dessa paz. Quando tudo está muito calmo, você precisa ficar esperto”, advertiu Mano Menezes, com o consentimento de André Santos. “A tranqüilidade acaba atrapalhando um pouco porque precisamos continuar atentos até o final do campeonato. Somos muito cobrados por dirigentes, comissão técnica e torcedores, que vão ao estádio e querem sempre gols e jogo bonito”, complementou o lateral-esquerdo.

Segundo Mano, o Corinthians já foi prejudicado em 2008 por excesso de confiança e desrespeito aos adversários. Após a derrota para o Sport na final da Copa do Brasil, por exemplo, o atacante uruguaio Acosta apontou esse motivo para a frustração da equipe.

“Temos um favoritismo na Série B, mas não o acesso garantido. Cabe ao treinador tomar cuidado para que os jogadores tenham esse entendimento. Senão, vamos entrar nos jogos, como já entramos, não respeitando o adversário da maneira como deve ser, achando que podemos vencer a qualquer momento”, condicionou o técnico.

Mano Menezes ainda prevê uma dificuldade maior para o Corinthians na reta final da Segunda Divisão. “Não posso duvidar que conseguiremos subir, senão não poderia estar aqui. Mas não veja a situação definida porque não está. Faltam pontos, e os que consolidam matematicamente a classificação são os mais difíceis de serem conquistados”, avisou.

“Em outros esportes, também é assim. No vôlei, é difícil passar de 20 pontos para fechar o set com 25. Demorou quantos anos para a seleção brasileira conseguir cicatrizar o 24 a 19 das Olimpíadas de 2004? Na Fórmula 1, você consegue encostar no carro da frente, mas não passar”, comparou o treinador. O Corinthians conta que, no máximo, a Fórmula 1 sirva de exemplo para a classificação da Série B.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Gazeta Press

Tranquilidade x Sabedoria
Para Mano, o time já foi prejudicado em 2008 por ter muita confiança e desrespeito aos adversários

Topo