iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/09 - 14:33

Morais nega ser atacante no Corinthians

O ex-vascaíno já encontrou a função que o técnico Mano Menezes lhe incumbiu, mas nega ser um jogador de frente

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - William, capitão do Corinthians, achou que Morais estava perdido em campo durante seus primeiros 45 minutos como atacante improvisado, na goleada por 5 a 0 sobre o Gama. O ex-vascaíno já se encontrou na função que o técnico Mano Menezes lhe incumbiu, mas nega ser um jogador de frente.

“Não sou bem um segundo atacante. Só preciso saber o momento certo de encostar no Herrera”, diferenciou Morais, que passou a formar dupla com a argentino desde que Dentinho se contundiu. “Eu me revezo com o Lulinha e o próprio Douglas no meio-campo. Quando eles avançam, eu faço a meia.”

Neste sábado, contra o Fortaleza, o Corinthians não contará com Herrera, suspenso, e provavelmente também continuará sem Dentinho. Caso a ausência do prata-da-casa se confirme, Bebeto será o centroavante da equipe. “O Mano ainda não me passou isso, mas vou tentar suprir da melhor maneira possível. Fica fácil jogar com atletas de qualidade no meio, como o Douglas, o Lulinha e o Morais”, apontou o veterano.

Ao lado de Bebeto, Morais assentiu com a cabeça ao ser citado pelo colega. “Mas nunca a minha titularidade vai estar consolidada. Não me considero titular porque isso só atrapalha. Todo o elenco é importante para o clube. Já vi jogador deixar a reserva no meio da partida e decidir campeonato”, observou.

O meia-atacante ainda aproveitou a oportunidade para retribuir os elogios que Douglas lhe fez na semana passada. “Já o conhecia do São Caetano e o fato de ele estar no Corinthians pesou para eu vir para cá. Temos muitos jogadores de qualidade como ele, mas não há uma cláusula de titularidade absoluta no contrato de ninguém”, reforçou Morais.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo