iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

03/09 - 09:29

Máfia pode estar por trás de incidentes em Napoli

Segundo o chefe da polícia italiana, há suspeitas que os atos de vandalismo e violência tenham sido planejados pela organização criminosa Camorra

Trivela.com

MILÃO (Itália) - Polícia italiana investiga suspeitas de participação da Camorra nos atos de vandalismo ocorridos no domingo. Torcida do Milan não acompanhará o clube no jogo contra o Genoa

A máfia pode estar por trás dos incidentes provocados no domingo por torcedores do Napoli. Segundo Antonio Manganelli, chefe da polícia italiana, suspeita que os atos de vandalismo e violência tenham sido planejados pela organização criminosa Camorra.

“Temos razões para acreditar que houve a influência do crime organizado nos atos provocados pelos torcedores do Napoli. Não é coincidência o fato de a investigação estar na DDA (Direção Distrital Anti-Mafia)”, afirmou.

Cerca de mil torcedores da equipe invadiram a estação de Nápoles e embarcaram em um trem com destino a Turim e que passaria por Roma, local do jogo. Funcionários e policiais tentaram contê-los, mas foram agredidos. De acordo com a companhia ferroviária italiana, os prejuízos causados chegaram a € 500 mil.

Na terça-feira, Roberto Maroni, ministro italiano do Interior, proibiu a torcida do Napoli de acompanhar os jogos do clube fora de casa. Na temporada passada, um policial e um torcedor da Lazio morreram devido a brigas entre torcidas.

O Casms (Comissão de Análise para a Segurança das Manifestações Esportivas, na sigla em italiano) vetou a presença de torcedores do Milan na partida contra o Genoa, no dia 14, no estádio Marassi. O mesmo vale para a torcida do Gallipoli, que não acompanhará o clube no jogo fora de casa contra o Potenza, pela terceira divisão.

O duelo entre Itália e Geórgia, na próxima semana, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo-2010, está sob “alerta máximo”. Já o confronto entre Napoli e Fiorentina, no ainda 14, ainda não teve uma decisão tomada quanto à presença ou não de público. No entanto, as vendas de ingressos foram canceladas.

 


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo