iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

02/09 - 13:49

Seleção aceita jogar pelo emprego de Dunga

O risco do comandante perder o emprego em caso de tropeços serve para motivar os jogadores para os próximos duelos

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - A péssima campanha do Brasil nas Eliminatórias para a Copa do Mundo e a goleada sofrida para a Argentina na semifinal das Olimpíadas de Pequim deixaram o técnico Dunga na corda bamba. O treinador, porém, pode ficar tranqüilo em relação ao grupo que tem em mãos: o risco de ver o comandante perder o emprego em caso de tropeços serve para motivar os jogadores para os duelos contra o Chile, neste domingo, e Bolívia, na próxima quarta-feira, dia 10.

''Nós somos um grupo acima de tudo, sempre falei isso. Estamos com ele'', garantiu o meia Diego. Já Ronaldinho Gaúcho, que chegou a ser criticado pelo treinador, mas conquistou a sua confiança depois de atuar em Pequim, também manifestou seu apoio. ''Queremos vencer, pois o Brasil precisa melhorar na tabela. Sempre achei o Dunga um cara legal e vamos procurar conquistar dois bons resultados nesses jogos'', despistou.

Já o goleiro Júlio César, assim como o treinador, lembrou do título da Copa América em 2007 para defender a manutenção do técnico na seleção. ''Acho que ele vem fazendo um trabalho bom, conquistamos uma Copa América, e creio que o balanço é mais positivo que negativo'', opinou o camisa um da Internazionale.

Até o volante Hernanes, que ficou de fora da lista depois de ser um dos destaques em Pequim e só foi convocado para as Eliminatórias com o corte de Anderson, saiu em defesa do capitão do tetra. 'Sempre quero estar com a seleção, trabalho sempre para isso, mas tenho que respeitar o Dunga. O importante é que estou aqui agora', concluiu o são-paulino.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo