iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

31/08 - 17:56

São Paulo e Santos empatam e seguem longe de suas metas

São Paulo permanece fora do G-4, enquanto o Santos segue calvário na luta contra a degola

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Protagonistas do clássico paulista deste domingo no Morumbi, São Paulo e Santos entraram em campo buscando os três pontos por motivos distintos. Enquanto o time do Morumbi vislumbrava a volta ao G-4, o da Vila Belmiro sonhava em finalmente deixar a zona de rebaixamento. Mas não saíram do 0 a 0. Assista aos melhores momentos no player ao lado>>

Depois de uma partida equilibrada, mas recheada de erros de passe e com poucas chances de gol, principalmente no primeiro tempo, o empate deixou os dois rivais estacionados na tabela de classificação e sem alcançar as metas traçadas para o embate deste domingo.

O São Paulo permanece fora do G-4, um ponto atrás do Botafogo, enquanto o Santos segue seu longo calvário na luta contra a queda para a Série B do Campeonato Brasileiro. As duas equipes voltam a campo na próxima quarta-feira. O time do Morumbi terá pela frente o Atlético-MG, no Mineirão, enquanto o Peixe enfrentará o Vitória-BA, na Vila Belmiro. Ambas as partidas têm início previsto para as 22 horas.

O jogo
Armado com três volantes, mesmo esquema que deu certo na vitória sobre o Cruzeiro, o Santos iniciou o clássico marcando o São Paulo em seu próprio campo e não dando espaços para a equipe de Muricy Ramalho jogar.

Tocando a bola com consciência, a equipe da Vila Belmiro comandou as ações nos primeiros 15 minutos do clássico, mas sem criar uma chance real de gol. Os donos da casa, por sua vez, chegaram duas vezes com perigo, ambas em chutes de longe do volante Jean, que assustaram Douglas.

Rogério Ceni só trabalhou efetivamente aos 23, quando Kléber, de volta ao time, cobrou escanteio na cabeça de Rodrigo Souto, que tentou acertar o canto esquerdo do capitão são-paulino, mas perdeu o duelo com o goleiro tricolor.

O jogo seguiu equilibrado até o término do primeiro tempo e a melhor chance para tirar o zero do placar aconteceu graças a um erro de Kléber Pereira, artilheiro do Brasileirão. O atacante santista perdeu a bola no meio-campo e armou contra-ataque são-paulino, que só não terminou em gol pela falta de “cacoete” do zagueiro Miranda.

A partir dos 30 minutos, os erros de passe de ambos os lados passaram a dar a tônica da partida. Sem criar mais nenhuma chance de gol, são-paulinos e santistas deixaram o campo em direção aos vestiários sob as vaias da torcida.

Ligados
As vais ao final do primeiro tempo serviram de incentivo para as equipes, tanto que, com menos de três minutos da etapa final, São Paulo e Santos desperdiçaram uma chance cada para tirar o zero do placar do Morumbi.

O nível técnico do jogo subiu e o equilíbrio continuou. Enquanto o Santos insistia nas jogadas pela esquerda e parava na tarde pouco inspirada de Kléber, o São Paulo começava a perder gols incríveis, como o de André Lima, que cabeceou sem marcação após cruzamento de Hernanes, mas errou o alvo.

Muricy mexeu no time e mandou o Tricolor todo à frente, com Zé Luis e Éder Luis nos lugares de Rodrigo e Joilson. Márcio Fernandes, por sua vez, tirou o atacante Cuevas para colocar o meia Molina. A partir deste momento, o domínio tricolor aumentou e o Santos apostou exclusivamente nos contra-ataques.

Éder Luis, com um chute forte, testou Douglas e Wendel, em boa arrancada pela direita, fez o mesmo com Rogério Ceni, que evitou gol certo, já que Kléber Pereira estava sozinho em suas costas esperando o cruzamento do lateral santista. Nos minutos finais, o São Paulo esboçou uma maior pressão, mas faltou qualidade no momento da conclusão e o placar do clássico ficou mesmo no 0 a 0.

FICHA TÉCNICA: (veja como foi lance a lance)
SÃO PAULO 0 X 0 SANTOS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 31 de agosto de 2008 (domingo)
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (Fifa-RS) e Roberto Braatz (Fifa-PR)
Renda: R$ 366.553,00
Público: 14.547 pagantes
Cartões amarelos: Rodrigo (São Paulo), Fabiano Eller, Michael (Santos)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; André Dias, Miranda e Rodrigo (Zé Luis); Joilson (Éder Luis), Jean, Hernanes, Jorge Wagner e Richarlyson; André Lima e Borges
Técnico: Muricy Ramalho

SANTOS: Douglas; Wendel, Domingos, Fabiano Eller e Kleber (Wesley); Rodrigo Souto, Roberto Brum, Bida e Michael (Carleto); Cuevas (Molina) e Kléber Pereira
Técnico: Márcio Fernandes

Leia também:


Leia mais sobre: Santos São Paulo Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo