iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/08 - 21:05

Ney garante: "derrota" do Bota não é culpa do esquema ofensivo

Treinador acredita que ter mandado o time para cima foi o seu "erro" durante o jogo

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Empate com sabor de derrota. Era essa a sensação que o Botafogo tinha na boca após o 1 a 1 com o Náutico neste sábado no Engenhão, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O time fez 1 a 0 ainda no primeiro tempo, e conseguiu uma bola na trave após o intervalo. No entanto, mesmo jogando com um a mais (Alceu foi expulso no segundo tempo), o Botafogo não ampliou, e ainda sofreu o empate aos 37 minutos da etapa final, com gol de Adriano para o Timbu.

Tamanha a frustração, o técnico Ney Franco chegou a se confundir duas vezes em sua entrevista após o jogo, chamando de derrota o empate no Rio de Janeiro. Culpa das circunstâncias do confronto, já que o Bota pressionou ao durante quase todos os 90 minutos. No entanto, o treinador da equipe não viu erro na postura ofensiva de seus jogadores, e aprovou a apresentação do Alvinegro no Engenhão.

“Os volantes apareceram no ataque, os laterais apareceram no ataque. Até o começo desta rodada, nossa equipe era a segunda ou terceira menos vazada. A equipe não perdeu por jogar ofensivamente”, explicou Ney Franco, que pediu para que os botafoguenses não se abatam com os dois pontos que escaparam.

“O que eu passo para nosso torcedor é o que eu passei para nossos jogadores em campo: nós perdemos, pronto. O Campeonato Brasileiro não permite que você fique muito tempo comemorando uma vitória ou lamentando uma derrota”, disse.

Com essa motivação, o treinador do Bota já pensa no próximo confronto, e espera que sua equipe possa se recuperar do empate em casa com um bom resultado no próximo sábado, às 18h20 (horário de Brasília). “Agora, segunda-feira, temos que chegar para o treinamento com a cabeça em pé. Temos que tentar o resultado contra a forte equipe do Coritiba, lá em Curitiba”, projetou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo