iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/08 - 18:05

De virada, Bragantino barra ascensão do Juventude

Time paulista conseguiu reagir na estréia do técnico Ivo Wortmann mesmo jogando fora de casa

Gazeta Esportiva

CAXIAS - O Bragantino não desperdiçou oportunidades neste sábado e, se aproveitando dos erros de um Juventude nervoso em campo, garantiu três pontos longe de casa ao bater o time gaúcho por 3 a 2, de virada. O resultado aproxima o time paulista da zona de acesso para a Série A, enquanto volta a gerar protestos em Caxias do Sul.

Embalado pela vitória na estréia do técnico Ivo Wortmann, o Juventude começou a partida mais incisivo e, logo aos 10 minutos do primeiro tempo, contou com um pênalti sofrido e convertido pelo atacante Luís, ex-Palmeiras, para abrir o placar. A vantagem, no entanto, não durou muito tempo e, aos poucos, as falhas do anfitrião começaram a comprometer o resultado.

Aos 33 minutos, em um erro de saída de bola, Nunes recebeu livre de marcação e bateu forte da entrada da área. Michel Alves fez a defesa, mas espalmou para frente a bola, onde Davi apareceu para bater para o gol livre e empatar o jogo com seu primeiro tento anotado na Série B do Campeonato Brasileiro.

Cinco minutos mais tarde, novamente Davi foi oportunista e conseguiu a virada do Bragantino. Em uma jogada na qual o assistente anotou tiro de meta, mas o árbitro reverteu a marcação para escanteio, Malaquias cobrou para Adriano, que desviou para trás, enquanto Davi aparecia livre para completar.

De volta ao segundo tempo, o Juventude reiniciou o jogo em ritmo forte e, aos 30 segundos, Luís quase empatou, ao bater da entrada da área e acertar o travessão de Gilvan. E a pressão continuou até os cinco minutos, quando, na primeira chegada dos paulistas ao ataque, novo gol aconteceu.

Desta vez, a zaga comandada por Wortmann não conseguiu parar triangulação do ataque do Bragantino e, assim, Davi carregou a bola e passou para Malaquias na direita, que cruzou para trás e encontrou Nunes livre para ampliar para 3 a 1 a vantagem dos paulistas em pleno Estádio Alfredo Jaconi.

Em clima nervoso, o Juventude partiu para cima com tudo e desperdiçou diversas oportunidades. Em uma delas, Michael passou por três marcadores e cruzou para Abedi, que, na marca do pênalti, acertou a trave de Gilvan. Pouco depois, em nova jogada de Michael, Lauro recebeu cruzamento e não dominou, mas a bola sobrou para Bruno, que, quando ia finalizar, acabou calçado por Adriano. Mais uma vez, Luis cobrou o pênalti e diminuiu a vantagem.

A partir de então, a partida se tornou praticamente ataques do Juventude, enquanto a defesa dos paulistas se desdobrava para tentar evitar o empate. Tanto é que o técnico Marcelo Veiga tirou o meia Malaquias, principal motor dos contra-ataques, para colocar o zagueiro Fernando, reforçando a defesa.

Até o final do jogo o Juventude tentou incisivamente, mas não conseguiu o empate. Jogando até com o zagueiro Márcio Alemão na frente, o time ainda acertou novamente a trave com Bruno, além de grande defesa de Gilvan em cabeceada de Luís. Assim, o Juventude cai para a 9ª colocação da tabela, ultrapassado pelo Bragantino, que agora é 8º.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo