iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/08 - 18:00

Ceará vence Ponte e diminui distância na briga pelo acesso

No Castelão, time cearense conseguiu chegar à sétima colocação, na cola dos rivais deste sábado

Gazeta Esportiva

FORTALEZA - O Ceará voltou a olhar de perto uma das vagas que sobem para a Série A do Campeonato Brasileiro de 2009. Neste sábado, pela 22ª rodada da Série B, o Vovô recebeu a Ponte Preta no Castelão e conquistou a vitória por 2 a 0 no duelo, primordial para as duas equipes na briga por colocações na parte de cima da tabela de classificação.

Os dois times fizeram um primeiro tempo equilibrado, mas não conseguiram sair do 0 a 0. No entanto, após o intervalo, o atacante Ciel se mostrou o homem mais criativo do time da casa, cruzando para os gols de Fabrício e Charles Chad. A Ponte Preta ainda tentou, mas não conseguiu chegar com perigo à área do goleiro Adílson e acabou completando a rodada com sua nona derrota.

O resultado colocou o Ceará na sétima colocação, com 33 pontos em 22 jogos, a seis do Avaí – os catarinenses ocupam a quarta colocação, mas têm um jogo a menos. Os paulistas de Campinas têm a mesma pontuação do cearenses, mas estão uma posição acima por levarem vantagem no número de vitórias – dez, contra nove.

Apesar da derrota, foi a Ponte quem teve a primeira chance de perigo: aos dez minutos de jogo, Vicente chutou pela esquerda da entrada da área, e o goleiro Adílson se esticou para espalmar para fora. Aos 24, Deda tentou acionar Luís Ricardo na área, mas permitiu a defesa de Adílson e o contra-ataque – Marcos Paraná arriscou o cruzamento pela direita, mas a bola ficou com Aranha. O Ceará dominava as ações no meio-campo, mas não conseguia transformar o domínio em chutes a gols.

Mesmo assim, foram os cearenses quem pressionaram e quase chegaram marcaram primeiro. Inicialmente, aos 26 minutos, em cruzamento de Marcos Paraná após jogada com Ciel, no qual Vavá não chegou a tempo. Depois, um minuto mais tarde, em chute de Ciel que explodiu no travessão – no rebote, Cleisson parou de novo na defesa de Aranha. A Ponte até tentou responder, mas Dezinho atrapalhou o cruzamento para Neto Baiano e se machucou, dando lugar a Daniel.

A Macaca voltou a assustar aos 37 minutos, em chute de longe de Jairo que parou em mais um tapinha de Adílson. Aos 46, Chicão teve a chance de abrir o placar para os donos da casa, mas Aranha também defendeu o chute. No rebote, o veloz Marcos Paraná bateu pela direita, mas também foi bloqueado pelo camisa um da Ponte Preta.

No entanto, o Vovô continuou ligeiramente superior em campo no segundo tempo, e foi premiado com o gol. Aos 13 minutos, Ciel cruzou a falta pela esquerda na área; Fabrício desviou de cabeça e tirou de Aranha abrindo o placar. Cinco minutos depois, o próprio Ciel teve mais uma chance de fazer o seu, mas desperdiçou o passe que recebeu na área e mandou por cima do gol.

Ao time campineiro, restavam às subidas pelo lado direito do campo, atendendo a uma orientação do técnico Paulo Bonamigo. E de tanto pressionar, os ponte-pretanos quase conseguiram o empate aos 36 minutos, em cruzamento que Amauri desviou com o pé, mesmo em posição de impedimento – Adílson, de novo, fez um milagre e evitou que a bola entrasse no alto. Porém, quem marcou mesmo foi o Ceará, graças a mais um cruzamento de Ciel pela direita que encontrou Charles Chad na pequena área aos 39.

Agora, a Ponte Preta tenta a reabilitação na sexta-feira, recebendo o América-RN no Moisés Lucarelli pela 23ª rodada a partir das 20h30 (horário de Brasília). Nos mesmos dia e horário, o Ceará tenta mais três pontos para encostar de vez no G-4 do acessos, jogando contra o ameaçado Brasiliense fora de casa.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo