iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

30/08 - 09:30

Botafogo reencontra Náutico após jogo que virou caso de polícia

No 1º turno, equipes jogaram nos Aflitos e Timbu venceu em partida marcada pela detenção de André Luis

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Sem perder há nove jogos no Campeonato Brasileiro, o Botafogo vem embalado pela goleada de 5 a 2 sobre o Atlético-MG, pela Copa Sul-Americana, para enfrentar o Náutico, neste sábado. Com 38 pontos, na quarta colocação, na zona de classificação para a Copa Libertadores, o Glorioso vive um momento bem melhor que o do Náutico, que soma apenas 22 pontos, e ocupa a 17ª posição da tabela, na zona do rebaixamento.

Mesmo assim, o técnico Ney Franco não quer o time relaxado, e espera que os jogadores encarem o jogo com o Timbu como se fosse uma decisão.

No primeiro turno, as duas equipes se enfrentaram nos Aflitos, em Recife (PE), e o Náutico venceu por 3 a 0 num confronto que ficou marcado pela atitude violenta do zagueiro André Luis, que foi expulso de campo e acabou detido. Além disso a Polícia Militar de Pernambuco deu uma aula de despreparo e o presidente do Botafogo, Bebeto de Freitas, até hoje responde a um processo pelo episódio

”O Botafogo tem o planejamento de brigar pelo título e por uma vaga na próxima Copa Libertadores. Para isso temos plena consciência de que não podemos perder pontos em casa até o fim da disputa e ainda precisamos beliscar alguma coisa como visitantes. Esse jogo contra o Náutico deve ser encarado como uma verdadeira decisão”, cobrou o treinador.

Os jogadores do Botafogo concordam com o comandante e garantem que não vai faltar empenho diante do Náutico. Para eles o empate por 1 a 1 com o Vasco na rodada passada, quando o Cruzmaltino fez seu gol no fim do primeiro tempo, deve servir de alerta para todos. ”Aquele jogo mostrou que o Botafogo não é um time a ser batido e que tem defeitos e qualidades como qualquer outro. Mas o certo é que perdemos dois pontos que estão fazendo falta neste momento e não podemos repetir a dose contra o Náutico. Vamos entrar com o máximo de seriedade para não sermos surpreendidos”, assegurou o volante Túlio.

Para o duelo deste sábado, às 18h20, no Engenhão, Ney Franco só deverá definir o time no vestiário, minutos antes do confronto. O meia Lucio Flavio, com cansaço muscular, pode começar a partida no banco de reservas. Com isso Zé Carlos entraria no setor.

No ataque, Wellington Paulista, com um estiramento muscular na coxa direita, deve seguir de fora. Dessa maneira Gil está mantido na frente. Uma novidade é a presença do atacante Leandro Zárate entre os relacionados. O jogador, que foi artilheiro da última Segunda Divisão do Campeonato Argentino, deverá entrar no decorrer do confronto.

Pelo lado do Náutico o zagueiro Vágner, que se recupera de uma fratura na mão direita, é dúvida mesmo tendo participado de todos os treinos da semana. Isso porque ele não vem sentindo segurança para dividir jogadas. Caso não possa mesmo atuar, Adriano vai compor o setor com Negretti. O goleiro Eduardo reaparece na vaga de André Sangalli, que se recupera de uma lesão na coxa direita.

Em relação à forma como o Náutico vai se comportar na partida deste sábado o técnico Roberto Fernandes reconheceu que os pernambucanos vão adotar uma postura defensiva.

”Não podemos dar muito espaço para o time do Botafogo, que joga em velocidade e conta com atletas capazes de definir a partida a qualquer momento. Temos que marcar muito, porém não abrir mão dos contra-ataques, pois teremos pela frente um adversário ofensivo e que por isso se torna vulnerável atrás”, disse Fernandes.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO-RJ x NÁUTICO-PE


Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 30 de agosto de 2008 (Sábado)
Horário: 18h20 (de Brasília)
Árbitro: Paulo César Oliveira (Fifa-SP)
Assistentes: Marcio Luiz Augusto (SP) e Marcelino Tomaz de Brito (SP)

BOTAFOGO: Castillo, Thiaguinho, Renato Silva, André Luis e Triguinho; Túlio, Diguinho, Carlos Alberto e Zé Carlos; Jorge Henrique e Gil
Técnico: Ney Franco

NÁUTICO: Eduardo, Ruy, Negretti, Vágner (Adriano) e Valdeir; Hamilton, Ticão, Alceu e Paulo Santos; Kuki e Felipe
Técnico: Roberto Fernandes


Leia mais sobre: Botafogo Náutico Campeonato Brasileiro

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo