iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

29/08 - 11:14

Com pouco estrago na janela, Palmeiras se prepara para 2009

O clube perdeu apenas dois titulares: Henrique, para o Barcelona, e Valdívia, para o Al Ain e o goleiro reserva Diego Cavalieri, vendido ao Liverpool

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - O Palmeiras acredita que teve saldo positivo nesta janela de contratações do futebol europeu. Com a proximidade do fim deste período, que se encerra nesta semana, o clube perdeu apenas dois titulares: Henrique, para o Barcelona, e Valdívia, para o Al Ain, além do goleiro reserva Diego Cavalieri, vendido ao Liverpool.

As poucas baixas causaram estranheza em Vanderlei Luxemburgo, mas o técnico já concluiu porque as equipes do exterior não estão à caça de talentos brasileiros como estiveram há alguns anos: a economia nacional melhorou.

“Essa janela fez pouco estrago, e isso mostra que o crescimento de 5% da economia do Brasil deixou os clubes mais estruturados. E também que o mercado está diferente”, analisou o treinador, citando não só o Verdão como exemplo de planejamento neste sentido.

“Antes de perder o Alex Silva, o São Paulo contratou dois zagueiros. Aqui, me preparei para a saída do Valdívia para ter jogadores já no elenco para isso. Até com o Henrique, que saiu um pouco precocemente, busquei substitutos mesmo para uma negociação futura”, lembrou o comandante, que aprovou a chegada de Gladstone antes de Henrique ser negociado – depois da transferência, ainda trouxe Jéci ao Palestra Itália.

Mais do que com as reposições de necessidades urgentes que considerou um sucesso, Luxemburgo está animado com a possibilidade de ter uma equipe mais forte em 2009. Por meio de seu parceiro, o clube já fechou com o meia Marquinhos, do Vitória, e já tem Keirrison, do Coritiba, praticamente certo. E o gerente de futebol Toninho Cecílio está no Chile de olho em novas contratações, como o zagueiro Gonzalo Jara, do Colo Colo.

“Não podemos mais esperar para contratar jogadores, o mercado está muito dinâmico. Se você viu, outros 500 já viram, não tem mais furo hoje em dia. Estamos de olho para jogadores no ano que vem, mas se tiver tempo de jogarem agora não tem problema nenhum”, confirmou o treinador.

Defensor de um futebol “mais profissional”, o comandante tem certeza de que seus jogadores não se sentem intimidados com a busca por mais atletas. “As pessoas ficam preocupadas que os jogadores que estão agora no elenco podem cair de rendimento com o anúncio de contratações para o ano seguinte. Eu não me preocupo. Se o rendimento cair, esse jogador não merece estar no Palmeiras”, sentenciou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo