iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/08 - 09:07

Esquecido, Edu se diz magoado com dúvidas sobre suas condições

Brasileiro sofre com uma série de lesões, mas ainda quer jogar uma seqüência de partidas na Espanha

EFE

VALÊNCIA (Espanha) - O meia brasileiro Edu, do Valencia, se disse nesta quinta magoado com o esquecimento ao qual foi relegado na equipe devido às constantes lesões sofridas nas últimas temporadas, e com as dúvidas levantadas sobre suas condições de ajudar o time.

"Tenho essa mágoa. Cheguei ao Valencia em grande forma, com títulos recém-conquistados, era da seleção brasileira e pensei que poderia dar muitas coisas à equipe. Mas as lesões fazem com que as pessoas se esqueçam de tudo isso e tenham dúvidas sobre minhas condições", assegurou.

"Tudo isso me dói porque sei o que posso fazer, me sinto muito bem e espero ter a chance de jogar várias partidas seguidas. Esse é meu desafio para esta temporada", acrescentou.

Neste sentido, o ex-meia do Corinthians disse que se sente motivado e não tem problemas físicos.

Sobre a necessidade de reforçar o elenco, o jogador brasileiro se limitou a afirmar: "Não sou eu quem decide sobre isso, há pessoas no clube que poderiam responder melhor a esta pergunta".

Edu admitiu que a derrota para o Real Madrid na Supercopa da Espanha foi "muito difícil, mas é preciso esquecê-la o mais rápido possível e começar a se concentrar no Campeonato Espanhol".

Para isso, ele lembrou que o técnico Unai Emery conversa individualmente com todo o elenco e projeta vídeos com momentos positivos e negativos. "Estamos motivados, treinamos intensamente e acho que estamos no caminho certo", disse.

O meia também afirmou que tentará ajudar na adaptação do goleiro brasileiro Renan, novo reforço do Valencia, vindo do Internacional, e que foi titular da seleção brasileira que conquistou o bronze nos Jogos Olímpicos de Pequim.

"Ele é jovem e é a primeira vez que defenderá um clube de fora do Brasil. Precisa de alguém a seu lado para que o ajude, e eu certamente o apoiarei", concluiu.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo