iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

28/08 - 15:48

Adilson Batista usa conversa para Cruzeiro voltar a vencer

O treinador deixou claro que não pretende utilizar o terrorismo como estratégia para motivar os atletas

Gazeta Esportiva

BELO HORIZONTE - Desde a derrota para o Santos no último domingo, a segunda consecutiva do Cruzeiro, muito se falou em Belo Horizonte sobre a necessidade de a equipe ter mais concentração, sobretudo quando atua fora de casa. Ainda naquele dia, o próprio técnico Adilson Batista alertou para o problema, dando a entender que a preparação do time passaria a ser mais rígida.

Na prática, porém, o que houve foi uma longa conversa com os jogadores. “A gente sempre conversa. É claro que, em determinados momentos, é um pouquinho mais rude, mostrando um pouquinho mais a realidade, a situação e os objetivos, para que, lá na frente, a gente não venha a lamentar. A gente sempre faz isto, não foi em função das duas derrotas, mas do comportamento fora de casa”, explicou o comandante.

O treinador, aliás, deixou claro que não pretende utilizar o terrorismo como estratégia para motivar os atletas. “Vamos passar tranqüilidade para fazer um bom jogo (contra o Coritiba, no próximo domingo), retomar a segunda colocação e tentar diminuir esta diferença para o Grêmio; este é o nosso objetivo”, garantiu.

Adilson Batista comentou ainda uma entrevista do goleiro Fábio, um dos líderes do grupo, que havia dito que o time estava acomodado. “O Fábio fala por experiência própria. Tem uma história bonita no Cruzeiro e é um atleta respeitado, tem todo o direito de falar”, defendeu. “Eu vi como uma contribuição, nada de a gente ficar imaginando um outro tipo de situação”, concluiu o técnico, argumentando que não há problemas no elenco.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo