iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

27/08 - 18:47

Missão do Botafogo: esquecer o vexame de 2007

Última participação na Sul-Americana foi na humilhante eliminação diante do River Plate

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - A Copa Sul-americana não traz boas lembranças para o Botafogo. Em 2007, o clube chegou a abrir 2 a 1 sobre o River Plate no Monumental de Nuñez, em jogo válido pelas oitavas-de-final da competição.

No entanto, tomou três gols em pouco mais de 15 minutos, perdeu por 4 a 2 a partida e acabou eliminado do torneio.

Por isso, o Bota está disposto a usar a Sul-americana de 2008 para apagar o vexame do ano passado. Nesta quarta-feira, o time comandado por Ney Franco visita o Atlético-MG no Mineirão, podendo até mesmo perder por 1 a 0 para garantir sua vaga na segunda fase, já que venceu por 3 a 1 a estréia frente ao Galo no Engenhão.

No entanto, o time promete manter o foco para não se classificar com um tropeço em Belo Horizonte. “Queremos apagar a má impressão deixada no ano passado com aquela eliminação para o River Plate. Para nós, os jogos da Sul-americana valem como decisões de campeonato”, explicou o zagueiro Renato Silva.

Quem passar por este confronto irá enfrentar o vencedor do clássico colombiano entre América e Deportivo Cali nas oitavas. Na primeira partida, o América venceu por 2 a 0, e tem a vantagem de se classificar mesmo com uma derrota mínima na partida da volta, que acontece em 16 de setembro. Já a primeira partida entre brasileiros e colombianos acontece na Colômbia, em 24 de setembro.

Apesar da vantagem da primeira partida, o técnico Ney Franco não terá todos os seus titulares à disposição. Wellington Paulista, Fábio e Leandro Guerreiro estão lesionados e nem mesmo viajaram para Minas Gerais, continuando seus tratamentos no Rio de Janeiro. Por isso, o treinador irá definir sua escalação apenas nos vestiários do Mineirão.

“Trouxemos todos os atletas inscritos na competição e em condições de jogo. Alguns não estão 100% devido ao desgaste das partidas, por isso prefiro esperar para definir o time. Quero colocar em campo a nossa força máxima sem correr riscos”, disse Ney, nesta quarta-feira.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo