iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/08 - 21:31

Túlio deixa o seu e Vila vence Ceará fora de casa

Com a vitória por 2 a 1 equipe goiana assume provisoriamente a vice-liderança da série B

Gazeta Esportiva


FORTALEZA - O Vila Nova visitou o Ceará no Castelão, em Fortaleza, buscando se manter no G-4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Já o time da casa, pretendia se aproximar da zona de classificação para a primeira divisão com um a vitória.

No entanto, o Vovô foi surpreendido por um eficiente Vila Nova, que soube se defender e aproveitou as chances que teve para vencer a partida por 2 a 1.

Túlio, o artilheiro da Segundona, agora com 19 gols, deixou o seu, e ficou mais perto do sonhado milésimo gol – faltam 145 para o atacante atingir a marca. Com o resultado, o Vila se mantém no G-4 e fica provisoriamente na vice-liderança da competição, com 38 pontos. O Ceará com 30 pontos, por sua vez, deixa de se aproximar da briga pelo acesso à Série A.

O Ceará começou a partida disposto a partir para o ataque. Aos oito minutos, a pressão cearense surtiu efeito, com Marcos Paraná, que aproveitou o chute de Cleisson para fazer o gol. No entanto, o auxiliar apontou impedimento na jogada e o tento foi anulado.

O Vila Nova, por sua vez, não vacilou quando teve a chance e abriu o placar, aos dez, com Reinaldo. Osmar fez jogada pela direita e cruzou na cabeça do atacante, que colocou no canto, sem chances para o goleiro Adilson.

O Vovô não se intimidou e seguiu atacando. Com mais posse de bola e criando mais jogadas, o time da casa empurrava o Vila na defesa, mas dava espaços para o conta-ataque do time goiano. E foi assim que, aos 26, Túlio Maravilha deixou o seu, ampliando a diferença para 2 a 0. O artilheiro recebeu novo cruzamento de Osmar, dominou no peito e mandou para as redes.

Antes de voltar para os vestiários, o time anfitrião teve boa chance com Marcos Paraná. Aos 43, o atacante chutou forte da entrada da área e a bola passou tirando tinta da trave de Max. O Ceará atacou bastante na primeira etapa mas não teve sucesso. O Vila foi fatal em seus ataques e foi para o intervalo com uma boa vantagem fora de casa.

De volta à segunda etapa, os jogadores de ambas as equipes levaram um susto. Quando o cronômetro marcava oito minutos, o jogador Cleisson desmaiou em campo, levando todos no gramado ao desespero. O atleta acordou, tranqüilizando a todos, e voltou para a partida, contrariando a orientação médica.

Com o Ceará buscando o primeiro gol, e os goianos demonstrando qualidade ofensiva, a partida ficou bastante movimentada, mas sem nenhum gol. Aos 23, Fabrício quase fez gol em cobrança de escanteio. Para a sorte do Vila, a cabeçada do jogador acertou o travessão.

Aos 36 minutos, no entanto, o Ceará conseguiu diminuir a vantagem. Charles Chad recebeu bom cruzamento e cabeceou para ótima defesa de Max. No rebote, Éderson colocou para dentro e inflamou tanto a torcida como a sua equipe, que partiu para o ataque nos minutos finais, em busca do empate.

Apesar dos incansáveis esforços do Vovô, o time da casa não conseguiu furar a retranca do Vila, que se segurou bem na defesa, e acabou saindo de campo derrotado, mais longe do G-4.

Na próxima rodada, na sexta-feira às 20h30, o Vila Nova visita o CRB, no Estádio Rei Pelé, em Maceió. Já o Ceará, no sábado, recebe a Ponte Preta no Castelão, em Fortaleza.

FICHA TÉCNICA
CEARÁ 1 X 2 VILA NOVA

Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: 26 de agosto de 2008, terça-feira
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistentes: Júlio César Santos (RS) e Alexandre Kleiniche (RS)

Cartões amarelos: Luís Carlos e Carlinhos (Vila Nova); Ciel, Michel e Deleu (Ceará)

Gols: VILA NOVA: Reinaldo, aos dez, e Túlio, aos 26 minutos do primeiro tempo. CEARÁ: Éderson, aos 36 minutos do segundo tempo.

CEARÁ: Adílson; Deleu, Fabrício, Dezinho e Alex Braz; Michel, Mancuso, Cleisson e Marcos Paraná (Lúcio); Ciel (Edérson) e Vavá (Charles Chad).
Técnico: Lula Pereira

 

VILA NOVA: Max; Osmar, Luís Carlos, Carlinhos e Fernandinho; Alisson, Heleno, Reinaldo e Alex Oliveira (Soares); Wando (Caíco) e Túlio Maravilha (Bruno).
Técnico: Givanildo Oliveira


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo