iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/08 - 10:45

Para dirigente do Milan, título italiano é obrigação

Reforços contratados para a temporada fazem com que o Milan vire um dos focos de atenção na Itália

Gazeta Esportiva

MILÃO (Itália) - Ronaldinho, Andryi Shevchenko, Mathieu Flamini, Gianluca Zambrotta, entre outros nomes, foram colocados à disposição de Carlo Ancelotti findas as negociações do Milan no mercado europeu, e agora em troca a direção do clube, segundo as palavras de Adriano Galliani, quer do técnico o título do Campeonato Italiano.

Sem alternativas após não cumprir os objetivos traçados na última temporada, em que caiu nas oitavas-de-final da Copa dos Campeões da Europa e terminou o Nacional apenas na quinta posição, o Milan foi às compras entre os meses de julho e agosto para tentar recuperar uma hegemonia perdida – o troféu caseiro não vem desde 2004. Nesse contexto, o vice-presidente rossonero Galliani não tem dúvidas em afirmar que não espera nada menos que o fim do jejum local.

“Creio que Ancelloti deva estar muito satisfeito quanto ao nosso mercado, e agora os problemas são seus porque deve vencer o scudetto, é uma mensagem para os navegantes”, afirmou ele, antes de mostrar um pouco mais de flexibilidade nas exigências. “É um time com nível para conquistar o título e o técnico sabe disso. Isso não significa que não se pode perdê-lo, mas é claro que temos de lutar até a última rodada”.

Por fim, Galliani ainda aproveitou para negar qualquer tipo de negociação com o Chelsea por Kaká. “Nunca se foi falado sobre Kaká e portanto os torcedores devem estar tranqüilos, já são dois anos que repetimos isso”, afirmou, assegurando ainda que a Copa da Uefa também é um dos objetivos do clube na temporada que se inicia no próximo sábado. “É uma competição que conhecemos pouco porque sempre jogamos a Champions (desta vez o time não se classificou) e tentaremos vencê-la”.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo