iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/08 - 10:00

Mano comemora manutenção do elenco após janela

Apesar de especulações envolvendo possíveis saídas de jogadores importantes, Corinthians não sofreu nenhuma baixa

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Apesar de especulações envolvendo possíveis saídas de jogadores importantes, como André Santos e Felipe, o Corinthians não sofreu nenhuma baixa em seu elenco até esta semana, que fecha a janela de transferências para o exterior. O técnico Mano Menezes comemora a permanência de seus atletas, mas, mesmo assim, faz o mesmo pedido de muitos colegas de profissão. A adequação do calendário do futebol brasileiro ao europeu.

“Nós devemos buscar essa adequação. Poucos países na América Latina ainda mantém o calendário diferente e isso cria dificuldades no meio do ano. Desta forma nós temos duas situações bem separadas antes e depois da metade do ano, vivendo a ansiedade e expectativa de vir alguém da Europa e levar um jogador nosso. Vamos falar baixo para que a gente possa passar despercebido e só voltar a se preocupar com isso em janeiro”, brincou Mano.

No período em que os clubes brasileiros mais sofrem com o assédio europeu, o Corinthians fez o caminho inverso e reforçou o elenco para a seqüência da temporada. Morais, vindo por empréstimo do Vasco, é o principal nome da lista, que tem jogadores menos conhecidos, como o atacante Bebeto, o volante Almeida e o zagueiro Alves.

Questionado sobre a forma como o Timão vem contratando os reforços, Mano revelou a existência de um observador, conhecido apenas como Mauro, e negou que basta assistir a um DVD de um atleta para que o clube inicie as negociações. “Não fizemos contratação por DVD. Isto é apenas um mecanismo, que nós usamos, às vezes para ter uma primeira informação. Se há fundamento, temos o Mauro que viaja pelo Brasil e continua assistindo os jogos”, explicou.

Exceto Morais, que fica por empréstimo até o final do ano, os outros reforços do Corinthians acertaram contratos de curta duração. Almeida, por exemplo, tem apenas três meses de vínculo com o clube. Já Bebeto, que chegou há mais tempo, mas foi relacionado pela primeira vez para uma partida apenas nesta segunda-feira, tem contrato até o final do ano. Mano comentou sobre o assunto e defendeu a política do clube.

“Se contratamos um jogador por dois anos ou mais, vão falar que estamos planejando 2009 e vão dizer que já subimos. Se for curto, vão dizer que estamos pensando no custo-benefício. O ideal seria um empréstimo curto, com um valor estipulado para negociação defintiva caso o jogador agradasse no período. Mas nem sempre isso é possível. Muita gente se adianta, os intermediários atrapalham”, lamentou.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo