iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

26/08 - 19:11

Com “cota esgotada”, Jéci culpa erros em 0s001 pelo “caos aéreo”

Defensor palmeirense não quer mais saber do time tomar gols de bola aérea, com vem sendo recorrente

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Os 12 gols sofridos em jogadas de bola aérea em 22 jogos do Brasileiro é o limite colocado por Jéci. Incomodado pelas recorrentes falhas, o zagueiro tem uma receita simples para solucionar o problema que o Palmeiras não consegue resolver: atenção e conversa.

“Sem uma palavra ou outra para corrigir, 0s001 decide o jogo. Um passo para trás ou um para frente muda tudo, e estamos deixando isso acontecer. Temos que ter uma concentração intensa durante os 90 minutos. Já esgotou a nossa cota de gols sofridos na bola parada”, definiu o defensor.

A revolta pela continuidade dos erros não atinge somente quem atua na retaguarda alviverde. Um dos responsáveis por aliviar a vida de Marcos nas bolas paradas, Diego Souza admite que o Verdão não encontra tanta tranqüilidade pelo alto como tem oferecido aos adversários.

“Todo mundo está vendo que as falhas têm acontecido e isso não é normal. Nós temos dificuldades de fazer gols de cabeça nos outros, então temos que dificultar para eles chegarem na nossa área também sem tanta facilidade”, pregou o meia.

Também irritado com os problemas, Jéci diagnostica a origem dos equívocos como descumprimento do que foi ensaiado. “Você tem um posicionamento dentro da área, e tirar da área não cabe somente aos zagueiros. Temos uma forma de marcar e temos que segui-la”, pediu.

Apesar de admitir os erros, o zagueiro faz questão de lembrar que ele e Gladstone não são os únicos responsáveis pelos gols pelo alto. “Quando tomamos o gol, falam que a culpa é da defesa, mas é o grupo todo que tem que melhorar”, avisou o camisa 16, otimista mesmo com a freqüência das falhas.

“Temos consciência de que precisamos melhorar esse detalhe para alcançarmos o nosso objetivo, que é o título. Se você tem auto-crítica, a tendência é melhorar. E o grupo já assimilou essas falhas”, garantiu. “Estamos pecando, mas temos a semana toda para trabalhar esse aspecto que tem nos incomodado. Temos que acertar esse erro de uma vez por todas”, sentenciou.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo