iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

25/08 - 14:09

Botafogo descarta abatimento com empate no clássico
Volante Túlio considera que o Alvinegro tropeçou numa hora em que os efeitos não foram tão negativos

Gazeta Esportiva

RIO DE JANEIRO - Depois de vencer seis partidas consecutivas no Campeonato Brasileiro o Botafogo ficou no empate em 1 a 1 com o Vasco, desperdiçando assim a chance de terminar a 22ª rodada na vice-liderança.

O pior de tudo é que o Cruzmaltino chegou à igualdade em um lance isolado, aos 44 minutos do segundo tempo, o que gerou nos torcedores botafoguenses a preocupação com um possível abatimento do elenco.

Porém o técnico Ney Franco e os jogadores descartam a possibilidade e garantem um Alvinegro firme no restante da competição.

”Estamos firmes e fortes na luta para terminar esse Campeonato Brasileiro entre os primeiros colocados, garantindo a vaga na Copa Libertadores e, quem sabe, sendo campeões. Não existe nenhum abatimento. Isso deve servir de lição para avançarmos no que erramos”, disse o meia Lucio Flavio.

Pensamento parecido tem o volante Túlio, que considera que o Alvinegro tropeçou numa hora em que os efeitos não foram tão negativos, o que serve de motivação para o grupo.

”O Botafogo abriu o marcador e acabou se acomodando com a vantagem. Foi um erro que vamos corrigir nos próximos jogos, pois o Ney sempre pede para que a gente continue jogando para frente, mesmo com o placar a nosso favor. Porém tropeçamos num momento em que o único prejuízo foi termos deixado de ganhar algumas posições. Não deixamos a zona de classificação para a Copa Libertadores e continuamos com a mesma vantagem para o líder Grêmio”, disse Túlio.

Para Ney Franco o Botafogo encontrou muitas dificuldades em furar a retranca armada pelo adversário, já que o Vasco procurou passar a maior parte do tempo se defendendo. Apesar disso o treinador garantem que todos em General Severiano já estão focados no duelo da próxima quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), contra o Atlético-MG no Mineirão, em Belo Horizonte (MG), pela partida de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana.

”O Botafogo não soube furar a retranca do adversário e se mostrou ansioso com isso. Mas não podemos usar isso como uma desculpa para o tropeço, pois vamos enfrentar vários adversários assim pelo caminho. Mas agora damos uma parada no Campeonato Brasileiro e estamos focados na partida contra o Atlético Mineiro, que será muito complicada, apesar de termos uma boa vantagem”, disse Ney Franco.

A boa vantagem a que Ney Franco se refere foi conquistada na vitória de 3 a 1 no Rio de Janeiro (RJ), no jogo de ida. Com isso o Glorioso pode até mesmo perder por um gol de diferença que se classifica. Como o gol marcado na casa do adversário vale como critério de desempate, o Galo precisa de um 2 a 0 para avançar. Se devolver o 3 a 1 a equipe mineira forçará a disputa de pênaltis.

Para esta partida Ney Franco tem problemas para armar seu ataque. Wellington Paulista, sentindo dores na coxa esquerda, será poupado e seu substituto imediato, Fábio, que deixou o clássico contra o Vasco reclamando de dores na perna direita, será reavaliado e uma definição sobre sua escalação acontecerá na terça-feira.

Independentemente disso a dupla de frente deverá ser formada por Jorge Henrique, que cumpriu suspensão contra o Vasco, e Gil. Existe a possibilidade de Ney poupar algum titular, mas a escalação só será definida no treinamento desta terça-feira, pela manhã, em General Severiano, que vai anteceder ao período de concentração.

Pelo Campeonato Brasileiro o Botafogo só volta a campo no próximo sábado, às 18h20min(de Brasília), quando recebe o Náutico no Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro.

”É mais uma oportunidade de subirmos na tabela e quem sabe terminarmos a rodada na segunda colocação, encurtando a distância para o Grêmio. Mas o nosso pensamento está focado no jogo contra o Atlético Mineiro e só depois de quarta-feira que vamos pensar na melhor maneira de enfrentarmos o Náutico”, disse Jorge Henrique.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo