iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/08 - 20:29

Luxemburgo constata: nem três zagueiros solucionam “caos aéreo”

Problemas da defesa se repetiram e Palmeiras sofreu dois gols de cabeça contra a Portuguesa

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - Na comemorada goleada palmeirense por 4 a 2 sobre a Portuguesa, os dois gols assinalados por Jonas aproveitando cruzamentos aumentou uma estatística negativa para o Verdão: dos 27 gols sofridos em 22 rodadas no Brasileiro, 12 foram em bolas aéreas. Há quem diga que as falhas aparecem mais quando apenas Jéci e Gladstone jogam na zaga, mas Wanderley Luxemburgo usa o duelo neste domingo para provar que o 3-5-2 não é a solução.

“Com três zagueiros, o time jogou normal. E complicou porque tomamos dois gols de cabeça mesmo com o Gustavo participando dos três zagueiros. Não é diferente”, apontou o treinador, preocupado em blindar a dupla titular no miolo defensivo das críticas da torcida.

“O pessoal se preocupa muito com o final da jogada, mas temos que ver de onde sai o cruzamento. Quando a jogada do primeiro gol da Portuguesa saiu, já tinha cantado de lá do banco que era perigosa. Mas as pessoas olham quem está na área e crucifica quem está lá para tirar”, lamentou.

Apesar de o comandante não ter visto grandes diferenças com a entrada de Gustavo – substituto do lesionado lateral-direito Fabinho Capixaba com sete minutos de jogo –, quem esteve em campo gostou da formação. “Fomos bem com três zagueiros, soubemos segurar bem quando a Portuguesa veio para cima da gente no segundo tempo”, analisou Gladstone, que teve mais trabalho na etapa final depois que o Verdão fez 4 a 0 em 43 minutos de partida.

A diminuição de ritmo, no entanto, não foi ordem de Wanderley Luxemburgo. É o que garante Gladstone. “Ele pediu para não nos acomodarmos, porque 4 a 0 é um resultado que pode tranqüilizar”, revelou o defensor.

O técnico, porém, não deve dar uma bronca em seus jogadores pelo menor rendimentos nos últimos 45 minutos. “O importante foi que conquistamos essa vitória. A equipe deu uma diminuída no ritmo no segundo tempo, mas teve até a possibilidade de fazer o quinto gol e matar o jogo”, ressaltou o comandante alviverde.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo