iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/08 - 19:19

Luxemburgo comemora superação de “pichações direcionadas”

Técnico não deixou de citar os protestos da torcida após a vitória contra a Portuguesa

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - A vitória por 4 a 2 sobre a Portuguesa neste domingo deve selar a paz que foi ameaçada no Palestra Itália com os muros pichados na quinta-feira pedindo as saídas de Jéci e Gladstone. Confiante nos dois zagueiro que aprovou a contração, Wanderley Luxemburgo celebra a volta por cima da equipe diante das críticas de “dois ou três torcedores”.

De acordo com o técnico, as frases “Fora Jéci”, “Fora Gladstone” e “Em casa, dá gosto. Fora, só desgosto” foram um exagero mesmo após a goleada por 4 a 1 sofrida na quarta-feira para o Internacional, no Beira-Rio.

“Me assustei com um direcionamento que teve ao Palmeiras, como se fosse só o Palmeiras que não vencesse fora de casa. Aquela pichação foi totalmente inadequada, desnecessária sabendo que estávamos em terceiro lugar e podemos terminar em segundo hoje (domingo)”, comentou o comandante.

Luxemburgo insiste que as opiniões manifestadas nas paredes do estádio alviverde não são consenso na torcida do Verdão. “Aquilo foi algo dirigido, um direcionamento para se ver o que não é realidade. Não se pode caracterizar quem fez isso como a torcida do Palmeiras. É complicado, mas faz parte”, minimizou.

“O Palmeiras sofreu críticas contundentes em relação à má partida do Diego Souza (no Beira-Rio), dos gols de cabeça que temos sofrido e podem até criticar que a expectativa de vencer fora de casa com a chegada do Luxemburgo não se confirmou. Isso procede. O que não procede é o que não é realidade, e quem escreveu aquilo foram dois ou três”, continuou Wanderley.

Menos contundente em relação à “improcedência” das contestações de quinta-feira, Kléber preferiu apenas reforçar o apoio a Jéci e Gladstone. “Sem sentido não sei se foi. É normal os torcedores acabarem elegendo alguns, mas a gente confia nos jogadores que a torcida pegou no pé”, pregou o atacante.

Diante do bom ambiente dentro do elenco e dos três pontos conquistados no Pacaembu, a dupla de zaga titular era só alegria ao deixar o gramado. “Tenho que me concentrar em trabalhar. Sei das minhas qualidades e dos meus defeitos e vou trabalhar neles”, prometeu um mais tranqüilo Gladstone.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo