iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/08 - 19:09

Kléber Pereira destaca luta do Peixe; Molina, o amor à camisa

Santos conseguiu superar o antigo vice-líder do Brasileirão por 2 a 0 e com tranquilidade

Gazeta Esportiva

SANTOS - Principal artilheiro do futebol brasileiro em 2008 com 34 gols, à frente de Alex Mineiro, do Palmeiras (33) e Keirrison, do Coritiba (32), Kléber Pereira é também o maior goleador do Campeonato Nacional, com 15 gols, mesmo número marcado pelo rival palmeirense na competição. Depois de deixar sua marca mais duas vezes diante do Cruzeiro e garantir o reencontro santista com a vitória após cinco rodadas de jejum, o camisa nove da equipe da Vila Belmiro economizou nas palavras.

Ao contrário do que fez nos jogos contra Atlético-MG e Flamengo, quando também balançou as redes, mas disparou sua metralhadora verbal contra os companheiros, desta vez, o jogador foi só elogios à equipe. “O time lutou do começo ao fim e todo mundo está de parabéns”, sintetizou o goleador.

Molina, outro que vinha se destacando mais pelas polêmicas do que pelo futebol antes de se contundir, chegando até a ser agredido por um torcedor, aproveitou seu retorno aos campos neste domingo para salientar seu amor ao Peixe.

“Graças a Deus hoje o time ganhou. Foi uma vitória na vontade, no sacrifício e no amor à camisa. O time foi à frente e conseguiu os três pontos”, comemorou o jogador, que fez o passe para o segundo gol alvinegro.

Inseguro no primeiro tempo, mas firme no segundo, o lateral-esquerdo Tiago Carleto destacou a garra mostrada pela equipe e fez uma revelação surpreendente: entrou em campo abalado pela contusão de Kléber, seu companheiro de posição.

“Entrei em campo sentido, pois o Kléber tentou, tentou e não conseguiu. Não queria jogar com ele machucado, mas aproveitei a chance. O que prevaleceu foi a vibração e a garra de todos dentro de campo”, sintetizou o camisa três, confirmado na equipe apenas minutos antes do jogo, quando Kléber foi vetado no teste realizado nos vestiários da Vila.


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo