iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

24/08 - 20:19

Grêmio empata aos 48 e deixa Náutico na zona de rebaixamento

Paulo Santos abriu o placar para os donos da casa, no entanto, aos 48 minutos do segundo tempo, Réver empatou

Gazeta Esportiva

 

RECIFE - Líder do Campeonato Brasileiro, o Grêmio foi ao Estádio dos Aflitos para enfrentar um Náutico que luta para fugir da zona de rebaixamento. Prato cheio para o velho clichê do “duelo de opostos”.

Não foi, no entanto, o que o torcedor viu neste domingo. Em um jogo parelho, em que nenhuma das equipes se sobressaiu, as duas equipes se equivaleram e acabaram empatando em 1 a 1.

Apesar da liderança folgada, o Grêmio por pouco não perdeu a sua segunda partida seguida, já que foi superado pelo Flamengo na rodada passada. Já o Náutico segue ameaçado pela degola. Se o resultado na casa do adversário foi satisfatório para o Tricolor Gaúcho, que se manteve na liderança com quatro pontos de distância para o segundo colocado Palmeiras, o Timbu não viu seu objetivo se concretizar.

O time pernambucano não conseguiu deixar a lista dos quatro times que hoje seriam rebaixados para a Série B. O Timbu tem agora 22 pontos, seguindo na zona de rebaixamento, ficando com a 17ª colocação. Atingidos pela derrota por 3 a 1 para o Fluminense diante dos seus torcedores, os pernambucanos precisavam vencer e torcer por uma combinação de resultados para saírem da incômoda situação.

Longe da ‘Batalha dos Aflitos’

Quando Grêmio e Náutico se enfrentam nos Aflitos, não há como não lembrar da 'batalha' que aconteceu em 2005 pela última rodada da Série B. Desafiando outro bordão, no entanto, o jogo não poderia ser mais distante daquele em que o Tricolor Gaúcho se superou e conseguiu garantir seu retorno à elite do futebol nacional.

O jogo teve pouquíssimos lances de perigo na etapa inicial, estes ainda por cima restritos aos donos da casa. Já no final do primeiro tempo, aos 40 minutos, surgiria a melhor chance criada pelo Timbu. Depois do cruzamento de Felipe, Victor saiu mal do gol e a bola sobrou limpa para Kuki, que tocou para o gol livre.

Quem salvou o Grêmio foi o zagueiro Pereira, que se atirou na bola e salvou o Grêmio. Curiosamente, o defensor é o único remanescente, pelo lado do time gaúcho, do famoso jogo de 2005.

O Grêmio, que colecionava cinco vitórias longe do Olímpico, não conseguiu impor seu jogo em Recife, e não assustou o time pernambucano um vez sequer nos primeiros 45 minutos.

Já no segundo tempo, a disparidade entre as duas equipes aumentou ainda mais, e o Náutico entrou com uma atitude mais agressiva em campo. Logo aos seis minutos, o Timbu já chegaria com muito perigo à meta adversária, quando depois do cruzamento de Ruy, Kuki chegou batendo e, de forma espetacular, Victor esticou o braço para salvar o Grêmio quando tudo já parecia perdido.

A pressão do Náutico daria resultado logo depois, aos 11 minutos, quando os pernambucanos inauguraram o placar contra os líderes do Brasileirão. Felipe fez uma grande jogada pela direita e cruzou rasteiro. Depois de passar por dois zagueiros e por um atacante do Grêmio, a bola encontrou o pé de Paulo Santos, que chegou forte ao seu encontro e a faria morrer nas redes do goleiro Victor.

No final da partida, o Tricolor Gaúcho tentaria de todas as formas partir para o ataque, com o Náutico ficando acossado na defesa, mas só aos 48 minutos, quando o empate já parecia improvável, foi que o Grêmio conseguiu marcar, quando após levantamento na área do Náutico, a defesa não afastou e Réver enchou o pé da entrada da área para garantir ao menos um ponto para os gaúchos.

Na próxima rodada, o Grêmio tentará a manutenção de sua ainda confortável situação na liderança diante do Vasco, no domingo, em casa, no Olímpico. Um dia antes, o Náutico viaja para encarar o Botafogo, no Engenhão.

FICHA TÉCNICA
NÁUTICO 1 X 1 GRÊMIO
  (Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Estádio dos Aflitos, em Recife (PE)
Data: 24 de agosto de 2008, domingo
Horário: 18h10 (horário de Brasília)
Árbitro: Wagner Tardelli (Fifa-SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Alcides Zawaski Pazetto (SC)
Cartões amarelos: Cartões amarelos: William Magrão, Paulo Sérgio, Victor (Grêmio); Hamilton (Náutico)

Gols: NÁUTICO: Paulo Santos, aos 11 minutos do segundo tempo.
GRÊMIO: Rever, aos 49 minutos do segundo tempo.

NÁUTICO: André (Deivid); Ruy, Adriano, Negretti e Paulo Santos; Hamilton, Ticão (Reinaldo), Alceu e Valdeir; Felipe e Kuki (Radamés).
Técnico: Roberto Fernandes

GRÊMIO: Victor; Léo (Makelele), Pereira e Réver; Paulo Sérgio, William Magrão, Rafael Carioca (André Luis), Tcheco e Anderson Pico; Marcel e Perea (Souza).
Técnico: Celso Roth


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Agência Estado

Problema do minuto final
Náutico saiu na frente, mas, assim como no jogo épico, cedeu o empate no último minuto

Topo