iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

23/08 - 16:42

Fabinho Capixaba sente dores na coxa e Verdão pode usar 3-5-2

O camisa 21 sentiu a lesão durante o “rachão” disputado neste sábado no Palestra Itália

Gazeta Esportiva

SÃO PAULO - 0O Palmeiras pode jogar novamente sem um lateral-direito neste domingo. Depois de ser goleado pelo Internacional com Sandro Silva improvisado no setor, Vanderlei Luxemburgo já prepara o 3-5-2 para enfrentar a Portuguesa. O motivo: Fabinho Capixaba, até então confirmado, está com dores na coxa direita e virou dúvida para o duelo no Pacaembu.

O camisa 21 sentiu a lesão durante o “rachão” disputado neste sábado no Palestra Itália. O jogador deixou a atividade, fez um exame no local e soube que a contusão não é grave. Por recomendação dos médicos, Fabinho Capixaba faz fisioterapia. Só saberá se tem condições de jogo pouco antes da partida.

Como o titular Elder Granja também está contundido – com entorse no tornozelo, voltará à equipe somente em 31 de agosto, diante do Atlético Paranaense, na Arena da Baixada –, a alternativa de Luxemburgo é escalar Gustavo na zaga ao lado de Jéci e Gladstone. Desta maneira, Evandro e Sandro Silva se revezariam na lateral-direita.

O restante do time será o mesmo que perdeu por 4 a 1 no Beira-Rio. O provável Verdão que enfrenta a Lusa é: Marcos; Gustavo (Fabinho Capixaba), Jéci e Gladstone; Sandro Silva, Martinez, Evandro, Diego Souza e Leandro; Kléber e Alex Mineiro.

Revolta do capitão
O treino realizado no Palestra Itália foi mais um evento da diretoria palmeirense para seus sócios. Para entretê-los, depois do rachão, o elenco partiu para o treino de finalizações. Programação que irritou Marcos.

O goleiro foi para o gol reclamando que “treino de finalização todo mundo quer” e deixou o gramado depois de alguns chutes esbravejando “chutar, eu chuto. Quero ver correr, cruzar”, abandonando a atividade em seguida.

A atitude do camisa 12 frustrou as muitas crianças que foram liberadas a entrar no campo e conseguir autógrafos de seus ídolos.

Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Topo