iG - Internet Group

iBest

brTurbo

 

Futebol

21/08 - 00:09

Santos e Ipatinga apenas empatam no duelo dos desesperados

Peixe saiu na frente com o paraguaio Nélson Cuevas, aos 37 minutos, mas cedeu o empate 2 minutos depois

Gazeta Esportiva

IPATINGA - O duelo dos desesperados no Ipatingão, entre Ipatinga e Santos, terminou com empate por 1 a 1. Ainda pior para a equipe mineira, que fecha mais uma rodada na última posição do Campeonato Brasileiro.

Já o Peixe acumulou o quinto jogo sem vencer na competição. Foi a terceira partida do técnico Márcio Fernandes sem vencer no comando alvinegro desde que assumiu o time após a saída de Cuca.

O paraguaio Nélson Cuevas, aos 37 minutos da etapa complamentar, abriu o marcador para o Santos. No entanto, dois minutos depois, o volante Henrique empatou.

Com o resultado, o Santos segue na 18ª colocação, na zona do rebaixamento do Brasileirão, agora com 19 pontos ganhos. O Ipatinga, por sua vez, permanece na lanterna, com apenas 17 pontos. Na próxima rodada, o Santos receberá o vice-líder Cruzeiro às 16 horas (de Brasília), na Vila Belmiro. Já o Ipatinga, no mesmo dia e horário, jogará contra o Goiás, no Ipatingão.

O jogo
O técnico Márcio Fernandes mandou a campo um Peixe com várias alterações em relação ao time que empatou frente ao Flamengo por 2 a 2, domingo, na Vila Belmiro. A surpresa na escalação foi o retorno do meia-armador Robinho, recuperado de lesão muscular. Sem jogar há dois meses, o jogador ganhou oportunidade ao ficar com a vaga de Michael suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Já Kleber deixou a meia para atuar na lateral-esquerda. Bida, por sua vez, recém contratado, fez sua estréia como um segundo volante.

Em busca de escapar da lanterna da competição, o time da casa começou a partida a todo vapor. Logo no primeiro minuto, o atacante Ferreira arriscou um chute da grande área, mas o goleiro Douglas estava atento e espalmou para a linha de fundo. A equipe mineira tinha o domínio do início do jogo, mas chegava ao ataque sem levar perigo à meta santista.

Aos 13 minutos, o Santos foi para cima do Tigre e quase marcou. O atacante Lima recebeu passe de Bida no lado direito da área e bateu cruzado. A bola carimbou o travessão de Fernando, no rebote o zagueiro Gian saiu jogando.

Com o jogo truncado após 20 minutos de bola rolando, os goleiros ficaram apenas assistindo a troca de passes dos dois piores times do Brasileirão. Aliás, não havia vibração na partida, muito menos nas arquibancadas, pois o estádio Ipatingão estava praticamente vazio.

Aos 23 minutos, uma chance para cada lado. Primeiro, o goleiro Douglas defendeu cabeçada do volante Henrique. No lance seguinte, Wendel cruzou na medida para o cabeceio de Lima, mas Fernando pegou.

Aos 39 minutos, Ferreira invadiu a área e ficou na cara de Douglas, mas o atacante chutou prensado. A bola encobriu o arqueiro santista e caiu atrás do gol. Assim, o Ipatinga desperdiçou a última chance de inaugurar o placar, ainda no primeiro tempo.

Peixe e Tigre voltaram do intervalo com uma alteração cada. O técnico Márcio Fernandes trocou Robinho, que teve uma reestréia apagada, pelo Jovem Paulo Henrique. Já Ricardo Drubsky, colocou Augusto Recife no lugar de Gian, que sentiu contusão na coxa.

Com apenas oito minutos, o comandante alvinegro, insatisfeito com o desempenho do ala Kleber no jogo, sacou o jogador (um dos medalhões da equipe) para a entrada de Carleto.

Aos 11 minutos, em um rápido contra-ataque o Santos, por duas vezes, quase marcou. O atacante Lima recebeu longo passe no lado direito da área mineira e bateu forte. O goleiro Fernando salvou o Ipatinga ao espalmar a bola para linha de fundo. Na cobrança de escanteio, Lima escorou no primeiro pau e a bola sobrou limpa na pequena área para Fabiano Eller, mas o zagueiro de cabeça perdeu o gol, em baixo da meta de Fernando.

Aos 23 minutos, devido a contusão do zagueiro Patrick, o treinador do Ipatinga foi obrigado a queimar a última substituição do Tigre. Assim, o outro zagueiro, Léo Oliveira entrou na partida. Já Márcio Fernandes, em busca do gol da vitória, trocou Lima pelo paraguaio Nélson Cuevas.

O jogo ficou fraco técnicamente e as equipes mal conseguiam alcançar as metas adversárias. Quando chegavam ao ataque, os jogadores não tinham competência para marcar primeiro gol.

Mas, aos 37 minutos, quando a partida caminhava para um empate sem gols, brilhou a estrela do treinador santista e de Nélson Cuvas. Depois de um bicão de Domingos, da defesa para o ataque, o volante Sandro Manoel falhou feio e o paraguaio tocou na saída de Fernando para abrir o placar.

No entanto, aos 39 minutos, após cobrança de escanteio, Kempes escorou de cabeça e a bola sobrou para Henrique sozinho na pequena área. O volante não encontrou muito trabalho para empatar. Assim, o embate entre os últimos colocados do Brasileirão não teve um vencedor.

FICHA TÉCNICA
IPATINGA 1 X 1 SANTOS  (Veja como foi o jogo lance a lance)

Local: Estádio Ipatingão, em Ipatinga (MG)
Data: 20 de agosto de 2008, quarta-feira
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Wagner Tardelli Azevedo (Fifa-SC)
Assistentes: Dilbert Pedrosa Moises (Fifa-RJ) e Claudemir Maffessoni (SC)
Cartões amarelos: Henrique, (Ipatinga)
Gols: SANTOS: Nélson Cuevas, aos 37 minutos do segundo tempo; IPATINGA: Henrique, aos 39 minutos do segundo tempo

IPATINGA: Fernando, Márcio Gabriel, Patrick (Léo Oliveira), Gian (Augusto Recife) e Beto; Henrique, Sandro Manoel, Leandro Salino e Luis Fernando (Luciano Mandi); Ferreira e Kempes
Técnico: Ricardo Drubsky

SANTOS: Douglas, DioníSio, Domingos, Fabiano Eller e Kleber (Carleto); Roberto Brum, Wendel, Bida e Robinho (Paulo Henrique); Lima (Nélson Cuevas) e Kléber Pereira
Técnico: Márcio Fernandes


Leia mais sobre:

> Você tem mais informações? Envie para Minha Notícia, o site de jornalismo colaborativo do iG


Futura Press

ipatinga e santos

Tudo igual
Equipes precisavam vencer para sair da posição incômoda, mas não conseguiram sair do empate

Topo
Contador de notícias